Luan - Corinthians x Palmeiras

Luan disse que não bateu pênalti na final do estadual por opção do treinador (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

LANCE!
27/08/2020
14:34
São Paulo (SP)

Se a torcida do Corinthians já estava um pouco insatisfeita com Luan, esse sentimento piorou quando o meia não cobrou pênalti na decisão do Paulistão diante do Palmeiras há cerca de 20 dias. Depois de marcar o gol de empate com o Fortaleza, na última quarta-feira, o camisa 7 corintiano resolveu falar a respeito do porquê não ter estado na lista de batedores da final estadual, e afirmou que foi uma opção que partiu do treinador e não de sua vontade.

Em entrevista ao "GE", nesta quinta-feira, Luan contou o motivo que não o deixou participar das cobranças de pênalti contra o maior rival. Embora tenha se falado que dores no tornozelo teriam sido cruciais para sua ausência na lista, o meia destacou que a escolha foi de Tiago Nunes e de sua comissão técnica.

- Cara, eu estava à disposição para bater, mas respeitei a decisão ali da comissão técnica. Sempre gostei de bater pênalti, bati em decisões durante toda a minha vida, no Grêmio, em final olímpica com a Seleção. Não teria deixado de bater num momento importante como a final do Paulista. Respeitei a escolha da comissão - disse o camisa 7 ao GE, por meio de sua assessoria.

Apesar da avalanche de críticas que vieram para ele após a decisão do Paulistão, Luan minimizou o assunto e ponderou como algo natural para quem está acostumado a defender um clube do tamanho do Corinthians.

- Acho que jogar em um clube do tamanho do Corinthians, sempre vai existir cobrança por estar em seu melhor nível. Acho que é normal, estou acostumado com isso. Jogar em clube grande é assim. Creio que me ajuda a sempre buscar estar no meu melhor e entregar tudo que tenho sempre.

Reserva nas últimas duas partidas do Campeonato Brasileiro, contra Coritiba (quando nem saiu do banco) e contra o Fortaleza, quando marcou um golaço para evitar a derrota do Timão, Luan vê todo a equipe em um momento de afirmação, em busca de confiança e do melhor nível, algo que ele também está buscando individualmente, se recuperando de problema no tornozelo.

- Acho que a equipe toda do Corinthians vive um momento de afirmação, de retomada de confiança. E comigo não é diferente. Fizemos uma ótima reta final de Paulista, infelizmente acabamos perdendo a final, mas já estamos firmes nessa retomada e buscando nosso melhor nível. Eu também buscando retomar o meu depois de ter uma lesão no tornozelo que atrapalhou um pouco minha sequência - avaliou o meia, antes de analisar o momento do time:

- Acho que estamos evoluindo, sim. Temos criado muitas chances de gol nos jogos, aumentando o volume, cada vez mais encaixando. Corinthians tem sempre de pensar em algo grande, brigar lá em cima e focar em título, vaga em Libertadores. Sempre temos de pensar assim jogando pelo Corinthians.

Luan chegou aos seis gols com camisa do Corinthians e se tornou o artilheiro do elenco na temporada ao lado de Boselli, com quem também divide a liderança do ranking de participações em gols, com oito cada, já que ambos somam duas assistências para os companheiros marcarem em 2020.