Jonathas Corinthians x São Paulo

Jonathas em ação no clássico contra o São Paulo (Foto: Daniel Augusto Jr)

Guilherme Amaro
22/07/2018
08:00
São Paulo (SP)

Embora tenha marcado seu primeiro gol pelo Corinthians, o atacante Jonathas não gostou da sua atuação na derrota por 3 a 1 no clássico contra o São Paulo. Ele disse que fez uma "partida péssima", mas mandou um recado: pode "render muito mais".

Jonathas fez seu segundo jogo pelo Timão, sendo o primeiro como titular. Ele deve seguir na equipe, já que Roger se recupera de uma entorse no tornozelo direito.

- No decorrer da partida... o São Paulo jogou muito no início, com a bola, a gente estava esperando o contra-ataque. A partir do primeiro gol tivemos mais a posse de bola, mas tomamos o segundo gol e ficou complicado. Não foi um dia feliz para a gente. É levantar a cabeça, tenho que trabalhar muito mais. Foi uma partida péssima minha, tenho que trabalhar com tranquilidade, sei que posso fazer muito mais do que fiz hoje - analisou Jonathas.

O jogador foi contratado no fim de junho por empréstimo do Hannover (ALE) até o meio do ano que vem. Após iniciar as atividades com o elenco do Timão, ele participou do jogo-treino contra o São Caetano durante a parada da Copa do Mundo e entrou no segundo tempo da partida diante do Botafogo.

- É meu primeiro jogo depois de um mês de férias. Eu gosto de treinar nas férias, mas não é a mesma coisa que jogar. Você adquire ritmo só jogando. Eu fiz um amistoso contra o São Caetano e só. Vou trabalhar muito. E, apesar da derrota, me senti bem. Posso render muito mais, agora é trabalhar firme e que venha quarta-feira. Tenho certeza de que vou ser muito feliz aqui - disse o atacante.

Antes de chegar ao Corinthians, Jonathas teve passagens por Rubin Kazan (RUS), AZ Alkmaar (HOL), Brescia, Pescara, Torino e Latina (ITA) e Elche e Real Sociedad (ESP), além do Hannover. No Brasil, o atacante defendeu Ipatinga e Vila Nova.

- Não tem muita essa comparação de futebol brasileiro e europeu, tudo é futebol, aqui é mais jogado. Eu gosto disso também, não só de ficar parado - afirmou o jogador de 29 anos.