Jadson Corinthians

Após sair do Timão, Jadson defendeu o Athletico-PR e agora joga pelo Vitória (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians)

Fábio Lázaro
25/02/2022
15:54
São Paulo (SP)

O Corinthians corre riscos de não conseguir registrar o seu novo treinador, o português Vitor Pereira, na CBF. Isso porque o clube possui uma dívida com o meia Jadson, que atuou pelo Timão entre 2014 e 2015 e 2017 e 2019, mas que atualmente defende o Vitória. 

As dívidas, referentes a segunda passagem do atleta no clube alvinegro, são pelo descumprimento na dispensa do jogador, em 2019, e ausência de pagamentos de salários, multas, juros e honorários advocatícios, que, no total, giram em torno de R$ 10 milhões. 

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros do Corinthians
> TABELA - Confira e simule os jogos do Campeonato Paulista


Os advogados de Jadson, portanto, acionaram o Corinthians na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD), órgão vinculado à CBF com o objetivo de solucionar pendências entre clubes e atletas. Caso o Timão seja condenado pode ser impedido de registrar novos profissionais, incluindo o técnico Vitor Pereira, anunciado na última quarta-feira (23). 

A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Jorge Nicola, em seu blog no Yahoo! Esportes. 

Como a ação ainda não foi julgada, as sanções ao Time do Povo só passarão a valer a partir da condenação e do momento da sentença. 

O clube alvinegro ainda não se posicionou oficialmente sobre o assunto e aguarda a atuação do seu Departamento Jurídico. 

Já o atleta Jadson utilizou das suas redes sociais para esclarecer a situação junto à torcida corintiana. 

- Hoje fui pego de surpresa com algumas mensagens nas redes sociais envolvendo meu nome, o novo técnico do Corinthians… Todos sabem que o Corinthians tem uma pendência comigo, já faz uns dois anos, mais ou menos. Toda a parte jurídica fica com os advogados que estão tocando, eu não tenho conhecimento com o que acontece - disse o ex-jogador do Corinthians. 

Somando as suas passagens pelo Timão, o ex-camisa 10 do clube fez 245 partidas pelo clube, marcando 50 gols e conquistando os títulos Paulista em 2017, 2018 e 2019, e Brasileiros de 2015 e 2017.