LANCE!
25/02/2022
15:31
São Paulo (SP)

Duas das grandes promessas do Corinthians, o meia Du Queiroz e o atacante Gustavo Mantuan estão juntos no clube desde os 15 anos de idade. Os dois são grandes amigos, mas a relação chegou a dar uma estremecida durante o período nas categorias de base do Timão. 

Du Queiroz e Gustavo Mantuan
Du e Mantuan são duas das joias corintianas nos últimos anos (Foto: Reprodução/Corinthians TV)

Juntos, relembrando histórias durante a formação na equipe alvinegra, a dupla mencionou o fato que aconteceu durante um treinamento das categorias inferiores do clube corintiano, por conta de uma chegada mais forte de Du em Mantuan. 

> GALERIA - Veja os técnicos estrangeiros na história corintiana
> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Campeonato Paulista

- Ele (Du Queiroz) queria brigar, batia muito. Teve um treino que a gente brigou. Ele deu o maior porradão em mim, eu reclamei com ele e a gente discutiu - contou Mantuan. 

- Eu falei pra ele (Mantuan) que iria pegar no busão. A gente subiu no busão, estava esperando ele bravo. Ele chegou, e eu falei: 'e aí, seo moleque'. Cheguei nele e dei uma moca, ficou um bololozinho. Aí depois o treinador chamou a gente pra conversar, disse que a gente era os melhores do time e que não poderia a gente brigar, tinha que viver em harmonia - completou Du Queiroz. 

Mas, ainda assim, houve consenso entre a dupla que outro companheiro de base, mas que está entre os profissionais, o volante Roni, era o mais agressivo nos treinos. 

- Claro que é o Roni (que bate mais), bate muito, tá maluco - disse Du Queiroz.

- Essa daí eu vou concordar com o Du - acrescentou Mantuan.

Mas como o mundo do futebol dá voltas, Mantuan foi o responsável por 'salvar' Du Queiroz de uma grande decepção, durante as oitavas de final do Brasileirão Sub-20 de 2020, quando Du perdeu a primeira cobrança na disputa por pênaltis, mas o Timão virou e Mantuan foi o responsável por bater a penalidade decisiva. 

- A gente jogou na Arena do Grêmio, foi um jogo importnate, 2 a 2 no tempo normal. Eu abri as cobranças de pênaltis, errei, bati na trave, e você (Mantuan) no último me salvou - disse Du Queiroz. 

Tanto Du, quanto Mantuan vinham tendo boas oportunidades com o técnico Sylvinho e o interino Fernando Lázaro. Agora ambos aguardarão a chegada do português Vitor Pereira no comando do clube para saber se manterão essa sequência na temporada.