Gabriel Santos
14/12/2021
13:15
São Paulo (SP)

Integrantes da diretoria do Corinthians concederam entrevista coletiva para falar sobre o momento do clube no mercado da bola e a procura por jogadores para a próxima temporada. Um dos nomes cogitados foi do atacante uruguaio Cavani, que está no Manchester United-ING. 

Roberto de Andrade, diretor de futebol do Alvinegro, negou contato com representantes do jogador e colocou cautela nas buscas por um novo camisa nove, posição considerada carente no elenco. 

- A realidade é assim, o Corinthians busca um camisa nove, todo mundo sabe disso. Esses nomes que você colocou não foram colocados por nós, são grandes atletas no mundo que nós não tivemos nenhum contato, nem com o Cavani, que é o mais falado, muito menos com o Suárez. A gente ouviu nos últimos dias que ele queria contrato de três anos, isso não existe porque nós não tivemos nenhum contato com eles, não sei nem de onde surgiu isso. Mas a gente não descarta ninguém, porque tudo é possível, se amanhã haverá uma conversa que pode ser que aconteça, nós estamos aqui para conversar. O máximo que pode acontecer é saber que nós não temos condições. - disse Roberto.

> Olheiro LANCE!: Listamos 10 artilheiros da temporada que estão ficando sem contrato

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO PAULISTA 2022!

Villarreal x Manchester United - Final da Liga Europa - Edinson Cavani
Cavani surgiu como possibilidade do Corinthians (Foto: AFP)

No entanto, apesar de negar uma negociação com atacantes badalados, o diretor relembrou o caso do meia William, que estava no Arsenal e tinha mercado na Europa, mas acabou acertando com o Alvinegro. 

- A gente não pode subestimar o Corinthians. Quando saiu a conversa do Willian, todo mundo falava também ‘é impossível trazer um jogador com o que ele ganhava na Europa’, e as coisas acabaram dando certo. São grandes nomes, são jogadores que a gente fica monitorando - finalizou. 

A ideia da diretoria corintiana é trazer um camisa 9 quer arrase quarteirão, apresentando um projeto que não onere os cofres da instituição. Para isso, os dois trunfos seriam: o não aproveitamento de Cavani no United, na tentativa de convencer o atleta e o seu estafe buscarem a rescisão amigável com o clube inglês, assim como foi feito para a contratação de Willian, que estava no Arsenal, no meio do ano, e o interesse que o atacante tem de voltar ao futebol sul-americano.

Na última temporada, Cavani disputou 39 dos 61 jogos do United na última temporada, tendo marcado 17 gols, terceiro no ranking de artilharia dos Red Devils, e dado cinco assistências. Já neste ano, o uruguaio foi às redes uma vez em oito partidas.