Luan - Corinthians

Luan foi titular em 49 das 77 partidas que fez pelo Timão (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Fábio Lázaro
16/01/2022
16:05
São Paulo (SP)

Quando foi contratado pelo Corinthians, no início de 2020, a expectativa era que Luan recuperasse o bom futebol que o fez 'Rei da América' em 2017, quando foi protagonista na conquista da Libertadores pelo Grêmio. Dois anos se passaram, e o que o jogador acabou se tornando um grande problema no Timão.

De aspirante a ídolo, caso voltasse aos momentos de glória, hoje o camisa 7 é uma das últimas opções corintianas nas posições em que atua, o que foi potencializado com reforços recentes do clube alvinegro e também o despontar de alguns atletas da base. 

>> O brabo voltou! Relembre 15 momentos marcantes de Paulinho pelo Timão
>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

É bem verdade que Luan chegou a ter boas atuações pelo Corinthians, principalmente durante o primeiro semestre do ano passado, ainda com o ex-treinador corintiano Vagner Mancini, e foi titular nos primeiros jogos do atual técnico Sylvinho, mas a falta de sequência sempre foi o grande problema do jogador com a camisa corintiana. 

Quando Sylvinho assumiu o Timão havia escassez de opções para a criação e definição no setor ofensivo. Com problemas financeiros, o clube do Parque São Jorge não havia ido ao marcado, apostou em alguns garotos, mas eles não vingaram. Luan, então, foi o cara do treinador para o último terço do gramado, em um ideia de jogo que tinha em Cantillo, como primeiro volante, o responsável pela criação nas bolas longas, Gabriel e Roni mais à frente, reforçando a marcação central, e Luan como 'falso nove' para ajudar na armação, quando os pontas pisassem na área, e também explorando o arremate.

A ideia não deu certo, ainda que o camisa 7 não tenha ido tão mal, mas uma lesão logo na quarta rodada fez com que ele perdesse espaço para Jô, já com uma característica fica na área. 

No segundo semestre chegaram reforços de peso justamente para o meio e beirada do campo, posições que Luan atua, casos de Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian, além da ascensão de alguns garotos das categorias de base, que também jogam em setores onde o camisa 7 frequenta, como Adson, Du Queiroz e Róger Guedes. 

Agora, para essa temporada, até o garoto Gustavo Mantuan, que ficou cerca de um ano afastado dos gramados, está à frente de Luan, principalmente como alternativa como centroavante, fazendo uma função muito parecida que o ex-gremista fez no início da 'Era Sylvinho'. 

Ainda há busca da diretoria corintiana por um grande nome para vestir a 'camisa 9, o que pode deixar a situação de Luan ainda mais complicada. 

Contratado por R$ 28,9 milhões, por 50% dos direitos, o atacante tem 77 jogos com a camisa do Corinthians e 11 gols marcados. O vínculo do atleta com o Timão se encerra em dezembro de 2023.