Cássio

Cássio concedeu entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, nesta quarta-feira (Foto: Ana Canhedo/Lancepress!)

Ana Canhedo
10/04/2019
15:38
São Paulo (SP)

Na semifinal contra o Santos, dos 11 titulares do Corinthians ao fim do jogo apenas Ralf, Cássio e Manoel não bateram pênaltis. O goleiro, entretanto, estava preparado para cobrar, deixando o zagueiro por último. Dos oito pênaltis batidos pelo Timão, apenas Mauro Boselli não converteu. Para Cássio, é resultado do bom trabalho no dia a dia. 

- Só bateria se fosse antes do Manoel (risos). Eu treino pênaltis, mas não tenho interesse. Nunca tinha pego decisão tão longa. Feliz que todos bateram bem. Mérito de treinamento, treinamos pelo menos um por dia - disse o goleiro, e completou, citando que embora o time tenha ido mal no tempo normal, foi bem nas cobranças e, com méritos, chegou à final: 

- Temos que melhorar, a gente sabe que foi um pouco abaixo neste jogo, temos que melhorar e vamos melhorar. Não podemos achar que fizemos um jogo abaixo e está tudo errado. Passamos na Copa do Brasil, passamos do campeão argentino na Copa Sul-Americana (Racing), chegamos na terceira final de Paulistão e não temos nenhum mérito? Jogamos abaixo, mas são duas partidas, fomos muito superiores no primeiro jogo. Se equiparou. O Santos foi melhor no segundo, foi para os pênaltis e tivemos a felicidade de chegar à final. 

Cássio também falou sobre a própria atuação na semifinal. O goleiro foi um dos melhores do Corinthians na decisão e, bastante exigido pelo Santos, conseguiu corresponder, fazendo boas defesas no tempo normal. Nos pênaltis, acertou sete dos oito cantos, mas não conseguiu defender. 

- Não é só mérito meu. Semifinal foram duas partidas, não só uma. Corinthians teve mérito de chegar, valoriza o grupo todo, o mérito é coletivo, cada um se doou ao máximo de repente um apareceu mais que o outro em alguns momentos. Fizemos por merecer. Estou lá para defender, assim como a defesa defendeu quando a bola não chegou em mim, faz parte. Tem jogos que vem uma bola no gol e levamos o gol. Somos um grupo. Um vai aparecer mais, mas no fim das contas todo mundo, mesmo não fazendo uma partida boa, na decisão por pênaltis foram as melhores cobranças. Tivemos maturidade nos pênaltis e a gente conseguiu classificar - completou.