Corinthians x São Caetano - Fábio Carille

Fábio Carille, técnico do Corinthians (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
30/01/2019
21:37
São Paulo (SP)

A derrota de 2 a 0 para o Red Bull Brasil nesta quarta-feira na Arena deixou o técnico Fábio Carille muito irritado com a atuação do Corinthians. O comandante classificou a partida como a pior do time neste início de temporada.

- Foi o pior jogo desde o amistoso contra o Santos. Esperamos evolução. Tudo que programamos para o jogo aconteceu, mas faltou uma atitude melhor do nosso time - afirmou Carille.

- A gente espera evolução, criar sempre demora um pouco mais, mas hoje tinha que ter sido melhor nessa questão. Foi muito abaixo e apático. Muitos erros simples, principalmente de passe. Não colocando o companheiro em uma situação boa para dar prosseguimento a uma jogada. Fomos desconcentrados e aceitamos um jogo que o Red Bull conseguiu controlar o tempo todo - completou Carille.


O técnico não gostou especificamente de alguns jogadores, como o meia Jadson. Ele substituiu o camisa 10 e na entrevista o citou nominalmente. 

- O principal armador, mas não gostei do jogo do Jadson. Muito abaixo, não conseguiu ser o que a gente espera. A ideia era armar pelos lados com Vital e Pedrinho. Conseguimos algumas bolas em cima do Gustavo. A saída do Jadson foi porque ele não estava bem - explicou. 


Carille também disse que espera uma motivação especial para o clássico contra o Palmeiras no próximo sábado no Allianz Parque. Até o momento, o Timão obteve duas derrotas, um empate e uma vitória no Campeonato Paulista. Está na 3ª colocação do grupo C com quatro pontos.

- O clássico é motivante em qualquer situação. Independentemente do resultado de hoje, a motivação de fazer um clássico desses vai ser sempre grande - declarou.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Carille:

Por que ainda não achou o time?
Diferente dos outros anos, tem jogador chegando e saindo do DM, ia demorar mais. Em 2017, o único que chegou depois foi o Pablo. Em 2018, foi o Sheik. Agora estão chegando jogadores ainda. O Ralf fez o primeiro jogo no ano, tem jogadores para estrear e possíveis chegadas. Vamos demorar um pouquinho mais para definir a equipe.

Boselli e Gustagol podem jogar juntos?
Muito difícil iniciar com os dois pela características. A não ser que a gente mude nossa forma de trabalhar, mas a princípio não vejo os dois atuando juntos.

Concorrência no ataque
O Gustavo está nos agradando demais, está sendo decisivo. Ele ia para o quarto jogo, tivemos cuidados para não ter problemas. O Boselli chegando, vi que é técnico, finaliza bem. O conjunto precisa melhorar para o '9' terminar as jogadas.

Manoel e Boselli
Manoel tranquilo, bem posicionado. Fez o que a gente esperava, aos pouquinhos vai entendendo a forma que a gente joga com a linha de quatro. O Boselli se movimentou bastante, mas a apatia do time prejudicou demais. Ele tem mostrado no dia a dia a qualidade para jogar com o toque, mas precisamos estar mais concentrados para isso.

Qual a ideia para Vagner Love?
Ainda não sei, não fez nenhum treino com a gente. É outra característica, fez vários jogos assim no Besiktas, perto do 9. Essa é a ideia. Vamos esperar ele treinar para a gente vê o que é melhor para o Corinthians.