LANCE!
17/06/2018
11:00
São Paulo (SP)

Se neste domingo a Seleção Brasileira dá a largada na busca pelo Hexa, há exatos 16 anos um duro obstáculo na caminhada do Penta foi superado. Foi no dia 17 de junho de 2002 que o Brasil, com grande dificuldade e arbitragem contestada, venceu a Bélgica por 2 a 0, pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Coreia do Sul e do Japão. A partida aconteceu na cidade japonesa de Kobe.

Rivaldo, em um dos gols mais bonitos da competição, e Ronaldo marcaram no segundo tempo, aos 22 e aos 41 minutos, respectivamente, e garantiram o triunfo em um dos jogos da Copa em que o goleiro Marcos mais trabalhou. A história poderia ter sido outra não fosse um gol polêmico anulado de Wilmots aos 35 minutos da primeira etapa. Em um cruzamento belga para a área brasileira, ele fez de cabeça, mas o árbitro jamaicano Peter Prendergast deu falta do atacante no zagueiro Roque Júnior.

Durante a Copa de 2014, no Brasil, Wilmots, treinador da Bélgica na campanha que terminou nas quartas de final, lembrou com tristeza do lance.

- Não há nada pior do que ser eliminado de um torneio como a Copa do Mundo por uma decisão ruim do árbitro, como foi em 2002 - declarou.


A Seleção entrou em campo em 17 de junho de 2002 com Marcos; Lúcio, Roque Júnior, Edmílson; Roberto Carlos, Cafu, Gilberto Silva, Juninho (Denílson), Rivaldo (Ricardinho); Ronaldo e Ronaldinho (Kléberson). Do lado belga, jogaram De Vlieger; Van Kerckhoven, Van Buyten, Peeters (Sonck); Verheyen, Simons, Vanderhaeghe, Walem, Goor; Mpenza e Wilmots.

Com o resultado no Wing Stadium, o Brasil seguiu para enfrentar a Inglaterra nas quartas de final. O caminhada do Penta seguiu com vitória por 2 a 1 sobre os ingleses, antes dos triunfos contra a Turquia, na semi, e Alemanha, na final.