Hazard - Bélgica

Hazard treina na Bélgica antes da estreia na Copa do Mundo (Foto: Adrian Dennis / AFP)

LANCE!
17/06/2018
18:05
Sochi (BEL)

A bola vai rolar! Nesta segunda-feira, às 12h (de Brasília), Bélgica e Panamá abrem o Grupo G da Copa do Mundo. As duas seleções se enfrentam em Sochi e o duelo está cheio de expectativa. Será mais uma chance de "geração de ouro" da equipe europeia provar o seu valor. Do outro lado, os panamenhos fazem sua estreia na competição.  Na outra partida, Tunísia pega a Inglaterra em Volgogrado, às 15h.

Após cair nas quartas de final em 2014, no Brasil, a Bélgica chega ao Mundial mais experiente e tendo feito grande campanha nas Eliminatórias. Já o Panamá garantiu sua primeira participação na Copa deixando fora os Estados Unidos, que eram favoritos para ficar com a vaga.

O técnico da Bélgica, Roberto Martínez, espera um duelo complicado diante do Panamá.

– Você não pode planejar como o jogo será. Espero um Panamá muito forte. Eles querem aproveitar essa oportunidade. É uma oportunidade única chegar pela primeira vez. Será o primeiro jogo. Estou ciente disso. Queremos jogar bem. Temos que crescer ao longo do torneio. Conforme vai o torneio, tem que aprender como vencer. Não há jogo fácil. Já foram dez jogos, e os jogos estão sendo decididos por pequenas margens. Se alguém acho que os nomes glamourosos ou populares vão dar uma vitória fácil, não vai acontecer. A preparação foi muito boa. Os jogadores estão empolgados. É uma oportunidade para mostrar o que podem - garantiu o treinador, em entrevista coletiva.

Roberto Martínez - Bélgica
Martínez monta Bélgica ofensiva (Foto: Adrian Dennis / AFP)

Martínez falou ainda sobre a qualidade do ataque da Bélgica. Contra o Panamá, o técnico deve escalar Hazard, Mertens e Lukaku no setor ofensivo, com De Bruyne na armação.

– Somos privilegiados de ter esse grupo, não só pela qualidade, mas pela atitude, por serem embaixadores do futebol belga. Temos 11 milhões de habitantes, e isso acontece por um programa de desenvolvimento. Eles têm alto nível em clubes, e queremos vê-los prontos para representar o futebol belga. Quero vê-los aproveitando, porque assim podem fazer tudo no campo.

Do outro lado, o Panamá chega com problemas ofensivos na Copa do Mundo. A seleção ainda não venceu depois que garantiu a vaga no torneio: Irlanda do Norte (0 a 0) e País de Gales (1 a 1) e perdeu para Irã (2 a 1), Dinamarca (1 a 0), Suíça (6 a 0) e Noruega (1 a 0).

- Não fizemos gols em amistosos contra equipes duras, difíceis. Foram cinco partidas na Europa, com equipes quase com mesmo estilo, com diferença nas individualidades. Panamá não é uma equipe muito goleadora. Chegamos ao Mundial com problemas de definição – comentou o técnico Hernán Darío Gómez.