David Nascimento
10/07/2019
23:36
Rio de Janeiro (RJ)

Na volta dos jogos no Brasil após a pausa por conta da Copa América, o Palmeiras venceu o Internacional por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. O Verdão mandou bem em campo no ataque – o gol foi marcado por Zé Rafael – e também na defesa, anulando Guerrero, do Colorado, vice-campeão com o Peru no torneio entre as seleções. Os mais de 36 mil torcedores que foram ao estádio certamente gostaram do que viram.

Com o resultado, o Palmeiras tem a vantagem de empatar na semana que vem para avançar à semifinal da Copa do Brasil. Uma vitória do Internacional por um gol de diferença fará a disputa da vaga ser nos pênaltis. O jogo de volta acontece às 21h30 da próxima quarta-feira, no Beira-Rio. Antes, no fim de semana, as equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro. No sábado, o líder Verdão visita o São Paulo, no Morumbi, no clássico Choque-Rei, enquanto o Colorado, no dia seguinte, vai até a Arena da Baixada enfrentar o Athletico.

CONFIRA COMO ESTÁ A COPA DO BRASIL E SIMULE OS RESULTADOS

NA PRESSÃO
Após quase um mês sem jogos oficiais, o Palmeiras voltou em boa forma, pressionando o Internacional desde o minuto inicial para abrir a vantagem dentro de casa neste mata-mata de 180 minutos. E não demorou muito para inaugurar o marcador. Aos 19, Bruno Henrique recebeu e mandou para Zé Rafael, de cabeça, estufar as redes do Colorado, Verdão 1 a 0. Foi o quarto gol de Zé Rafael em 18 jogos pelo clube, o segundo na Copa do Brasil, sendo assim o artilheiro do Palmeiras até agora nesta disputa.

GUERRERO ANULADO!
Depois de sair na frente, os comandados de Felipão mantiveram o ritmo, apesar de o Internacional ter saído mais para o jogo. Há que se destacar a grande atuação do setor defensivo do Palmeiras, que anulou por completo Guerrero, atacante do Colorado que defendeu o Peru na Copa América até o último domingo, ficando com o vice-campeonato ao perder para a Seleção Brasileira. Dudu, Deyverson e Nico López ainda protagonizaram bons lances antes do intervalo.

SEGUIU O RITMO
Na volta para o segundo tempo, o Palmeiras seguiu na ofensiva, buscando ampliar o marcador e a vantagem para a partida de volta na próxima semana. Dudu teve duas boas chances, mas nada que obrigasse o goleiro Marcelo Lomba a fazer grandes defesas. Deyverson puxou um contra-ataque que poderia ampliar o marcador, mas errou na hora de dar o passe a Lucas Lima. Nico López, único jogador do Internacional que mostrava no ataque o algo a mais, tentando o diferente em busca do empate, também não tinha sucesso, com o goleiro Weverton quase não sendo exigido.

VANTAGEM CONFIRMADA
Com o passar dos minutos e a proximidade do fim da partida, parecia que tanto o Palmeiras quanto o Internacional estavam satisfeitos com o resultado. Bruno Henrique chegou a ter uma oportunidade aos 34 minutos, mas ficou nisso. O Verdão ficou com a vitória por 1 a 0, a vantagem confirmada para a semana que vem no Rio Grande do Sul. O Colorado, caso queira ter a possibilidade de avançar, terá que jogar muito mais do que nesta ida.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 INTERNACIONAL


Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data/hora: 10/7/2019 - 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) - Nota LANCE!: 5,5 (não influenciou no resultado, mas pecou ao parar muito o jogo para conversar com os jogadores)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Público/renda: 36.443 presentes/R$ 2.414.083,15
Cartões amarelos: Felipe Melo e Luan (PAL); Víctor Cuesta, Rafael Sobis e Rodrigo Moledo (INT)
Cartão vermelho: -

GOL: Zé Rafael 19'/1ºT (1-0)

PALMEIRAS: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos 31'/2ºT), Bruno Henrique e Lucas Lima (Raphael Veiga 25'/2ºT); Dudu, Zé Rafael (Willian 44'/2ºT) e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Nico López (Rafael Sobis 27'/2ºT), Edenílson, Nonato (D'Alessandro intervalo) e Patrick; Paolo Guerrero (Guilherme Parede 46'/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.