LANCE!
12/09/2021
22:27
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de um primeiro tempo fraco, Fluminense e São Paulo fizeram boa segunda etapa e os cariocas levaram a melhor, vencendo por 2 a 1, neste domingo, no Maracanã. A partida abriu o segundo turno do Campeonato Brasileiro para os times, deixando o Flu em sétimo, com 28 pontos, e os paulistas em 16º, com 22. Os gols foram marcados por Nino e Luiz Henrique, além de Reinaldo, que descontou para os visitantes.

Agora, as duas equipes voltam as atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 19h, o Flu enfrenta o Atlético-MG, fora de casa, depois de perder por 2 a 1 no Maracanã. Depois, às 21h30, o São Paulo encara o Fortaleza. A ida, no Morumbi, foi 2 a 2. No Brasileiro, os cariocas enfrentam o Cuiabá na segunda-feira; os paulistas, o Atlético-GO no domingo.

Veja a tabela do Brasileirão

Fluminense x São Paulo - grupo
Jogadores celebram gol de Nino na vitória do Fluminense contra o São Paulo (Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC)



​TRAVADO

Com um início bem travado e de boas marcações, as chances claras foram raras para as duas equipes. O São Paulo até chegou a balançar a rede duas vezes. Aos seis minutos, Luciano estava impedido na jogada. Aos 14, o atacante voltou a marcar, mas a bola saiu antes do cruzamento de Reinaldo. No geral, zero criatividade pelos dois lados, que não conseguiram desenvolver as jogadas.

JOGO RUIM

A primeira finalização da partida aconteceu apenas aos 40 minutos, em cobrança de falta fraca de Danilo Barcelos. Foi um primeiro tempo fraco tecnicamente, em que o Fluminense não conseguiu se desenvolver no ataque e o São Paulo se mostrou sem criatividade para tentar chegar ao gol.

FLU NA FRENTE

Se na primeira etapa demorou até ter um lance mais próximo ao gol, no retorno após o intervalo o Fluminense logo colocou mais emoção. Aos quatro minutos, Danilo Barcelos cobrou escanteio na área, Luccas Claro mergulhou de cabeça, a defesa se enrolou e a bola sobrou para Nino, que esticou a perna e empurrou para dentro do gol.

REAGIU

O ritmo seguiu mais forte e, aos 11 minutos, foi a vez de o São Paulo chegar melhor. Luciano recebeu a bola em ótimo passe de Nestor, driblou o goleiro Marcos Felipe e acabou derrubado por Nino. O árbitro assinalou a penalidade, Reinaldo foi para a cobrança e igualou o placar. Esse foi o primeiro lance mais efetivo dos paulistas.

EMPOLGOU

O que faltou em emoção nos primeiros 45 minutos sobrou na parte final. Primeiro, o Fluminense chegou bem e Fred parou em ótima defesa de Volpi. Logo depois, Calegari achou o camisa 9 após lançamento e viu o atacante fazer proteger e dominar no meio de campo, lançando Luiz Henrique na velocidade. O jovem deixou Miranda para trás na corrida e recolocou o Tricolor carioca na frente.

NADA FEITO

Os minutos finais foram movimentados. Precisando buscar o resultado, o São Paulo tentou ir para cima e rondar a área do Flu. Crespo optou pelas entradas de Benítez e Rigoni, que teve duas ótimas chances, para tentar melhorar a dinâmica na frente, enquanto Marcão fechou mais o time para segurar o placar. O goleiro tricolor foi essencial para assegurar a vitória dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2X1 SÃO PAULO

Data/Hora:
12/09/2021, às 20h30
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (VAR-FIFA-MG)

Gols: Nino (4'/2ºT) (1-0), Reinaldo (13'/2ºT) (1-1), Luiz Henrique (20'/2ºT) (2-1)
Cartões amarelos: Fred, Luccas Claro, André, Bobadilla (FLU), Igor Gomes, Miranda, Rigoni, Gabriel (SAO)
Cartões vermelhos: -

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro, Danilo Barcelos; André, Nonato (Wellington - 25'/2ºT), Yago Felipe; Caio Paulista (David Braz - 44'/2ºT), Luiz Henrique (Samuel Xavier - 38'/2ºT) e Fred (Bobadilla - 25'/2ºT). Técnico: Marcão.

SÃO PAULO: Volpi; Bruno Alves, Miranda, Léo, Galeano (Rigoni - 33'/2ºT); Luan (Benítez - 24'/2ºT), Gabriel Sara (Nestor - intervalo), Igor Gomes (Gabriel - intervalo); Reinaldo, Pablo (Vitor Bueno - intervalo) e Luciano. Técnico: Hernán Crespo.