Ceará x Corinthians

Corinthians saiu na frente, mas levou a virada quando tinha um a mais (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Alexandre Guariglia
11/10/2020
22:28
São Paulo (SP)

Em um jogo de superação, o Ceará conseguiu a virada no fim e bateu o Corinthians por 2 a 1, após jogar por mais de meia hora com um jogador a menos. Léo Natel abriu o placar para o Timão, depois Gil, marcando contra, empatou para o Vozão, e Fernando Sobral, em cobrança de pênalti cometido com falha de Cássio, decretou o resultado. Desta forma, os paulistas terminam a rodada na zona de rebaixamento e os cearenses sobem para o 11º lugar.


O JOGO

O primeiro tempo começou com os visitantes dominando a posse de bola e tentando ocupar o campo adversário, enquanto os donos da casa se mantinham na defesa para buscar o contra-ataque, mas foram os cearenses que tiveram a primeira melhor chance, quando Rafael Sóbis cabeceou no travessão e a bola sobrou para Luiz Otávio marcar de cabeça, mas Cássio fez um milagre e impediu que o placar fosse aberto na Arena Castelão.

Mesmo sem o domínio das ações, o Ceará continuava mais perigoso e chegou em mais duas oportunidades: uma com Samuel Xavier que cruzou e a bola acabou indo para gol, obrigado Cássio a afastar o perigo, e outra com Léo Chú, que arriscou de longe e a tentativa passou muito perto do gol corintiano.

No entanto, não demorou muito para o Corinthians dar uma resposta. Léo Natel avançou pelo lado esquerdo cortou para o pé direito e arriscou chute de fora da área. Apesar de parecer uma bola defensável, Fernando Prass levou um "frangaço" ao tentar encaixar e os visitantes ficaram em vantagem.

Ainda que o placar mostrasse 1 a 0 para o Timão, o Vozão continuava melhor e chegou mais duas vezes para ameaçar a meta de Cássio: as duas com Fernando Sobral, mas ambas com finalizações pela linha de fundo. Até que Léo Chú chegou pelo lado esquerdo do ataque e cruzou rasteiro, Gil tentou cortar, mas mandou para o fundo da própria rede, empatando o duelo em Fortaleza.

Na reta final da primeira etapa ainda houve tempo para uma chance para cada lado. No Ceará, Vinicius obrigou Cássio a fazer outra grande defesa em finalização dentro da área, conquistando um escanteio. Já o Corinthians assustou com Ramiro, que arriscou um belo chute de fora da área e acertou o travessão. Fernando Prass já estava batido no lance e nada poderia fazer.

De volta após o intervalo, o Vozão iniciou uma pressão para virar o jogo logo no início do segundo tempo. Em dois minutos, os mandantes tiveram três boas oportunidades. Uma em falta de Vinicius, arriscando colocado de longe, mas Cássio defendeu. Depois com Fabinho, em finalização que passou perto do gol e por fim com Rafael Sóbis, em chute que o goleiro corintiano impediu de novo.

A partir dali a partida passou a ficar mais truncada, sem muitas oportunidades de gol, mas um lance mudou o cenário do confronto quando Eduardo levantou demais o cotovelo e atingiu Léo Natel. Anderson Daronco, chamado pelo VAR, entendeu que foi um movimento passível de expulsão e mostrou o cartão vermelho para o lateral-direito do time cearense, que ficou com um a menos.

Dessa forma, Coelho lançou Jô e Cazares a campo nos lugares de Gustavo Mantuan e Gabriel, colocando a equipe mais no ataque, principalmente com bolas alçadas para a área. As substituições não deram resultado de imediato em termos de chances criadas, mas os paulistas conseguiram ficar com o domínio no campo do adversário, que por sua vez apostou nos contra-ataques.

Buscando uma brecha e um erro do Corinthians, o Ceará achou três oportunidades, uma com Fernando Sobral puxando o contra-ataque, que culminou em chute para fora, e outra com Bruno Pacheco, que valeu um escanteio. Além disso, VInicius conseguiu roubar uma bola de Bruno Méndez e ficou mano a mano com Gil, mas o zagueiro conseguir o desarme a tempo.

Apesar de ter um jogador a mais por mais de meia hora, o Timão não conseguiu transformar sua posse de bola em oportunidades de gol, como já vinha acontecendo no primeiro tempo. O Vozão, com um homem a menos, se fechou na defesa e conseguiu neutralizar esses movimentos, e teve o ímpeto de buscar a virada em cobrança de pênalti cometido por Cássio após erro em saída de bola. Fernando Sobral converteu fazendo 2 a 1 para o Ceará aos 45.

O Corinthians ainda teve uma chance de empatar no fim com Gil, que acertou a trave de Prass, mas não houve tempo para impedir a derrota, que manda o Timão para a zona de rebaixamento do Brasileirão-2020, com 15 pontos, na 17ª posição. Cássio ainda foi expulso por reclamação após o apito final no Castelão. Enquanto o Ceará foi a 18 pontos e subiu para a 11ª colocação na tabela.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 X 1 CORINTHIANS
Local:
Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data-Hora: 11/10/2020 - 20h30
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Luiz Otávio, Léo Chú e Rafael Sóbis (CEA)
Cartões vermelhos: Eduardo, aos 16'/2ºT (CEA) e Cássio, depois do jogo (COR)
Gols: Léo Natel (14'/1ºT) (0-1), Gil (contra) (33'/1ºT) (1-1), Fernando Sobral (45'/2ºT) (2-1)

CEARÁ: Fernando Prass; Samuel Xavier (Eduardo, aos 23'/1ºT), Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho e Charles; Fernando Sobral, Vinicius (Lima, aos 39'/2ºT) e Léo Chu (Kelvyn, aos 21'/2ºT); Rafael Sóbis (Leandro Carvalho, aos 21'/2ºT). Técnico: Cuca.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Lucas Piton (Sidcley, aos 36'/1ºT); Gabriel (Cazares, aos 18'/2ºT), Ramiro e Éderson (Roni, aos 31'/2ºT); Léo Natel (Gustavo Silva, aos 31'/2ºT), Luan e Gustavo Mantuan (Jô, aos 18'/2ºT). Técnico: Dyego Coelho.