Marcos Vinícius - Botafogo

Meia retorna ao Alvinegro (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

LANCE!
07/07/2019
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

A ideia do Botafogo era emprestar Marcos Vinícius para recuperar o tempo de jogo e retornar em alto nível técnico. Na prática, porém, a passagem do meia pela Chapecoense foi desastrosa e, com apenas 14 minutos em campo durante seu tempo em Santa Catarina, vai retornar ao clube de General Severiano.

A Chapecoense já havia sinalizado o desejo de cancelar o empréstimo junto ao Botafogo, mas o clube carioca não aceitou o retorno do meio-campista por um dilema financeiro. Inicialmente, o acordado era que o Verdão e o Alvinegro dividissem os salários do atleta, mas a equipe catarinense quitou apenas uma das parcelas. Após negociações, as diretorias chegaram a um consenso e, deste modo, Marcos Vinícius retornará ao clube de General Severiano.

- Marcos Vinícius está voltando, nós fizemos um acordo com a Chapecoense em relação ao que faltava do contrato. Eles vão pagar três dos cinco meses e nós vamos quitar dois. Vamos recuperar o jogador - afirmou Gustavo Noronha, VP de futebol do Botafogo, ao programa "Os Donos da Bola".

O discurso de recuperação é necessário no caso de Marcos Vinícius. O fim da passagem pelo Botafogo e a trajetória pela Chapecoense foram marcadas por muitos problemas musculares e pouco futebol. Inclusive, as lesões foram um dos principais fatores que afastaram o meio-campista de conseguir uma sequência em Santa Catarina. Ao todo, o atleta atuou em 14 minutos pelo Verdão, em uma partida contra o Figueirense, pelo Estadual.

No Estádio Nilton Santos, a passagem de Marcos Vinícius foi parecida. Apesar de um início animador - com um período de artilheiro, fazendo gols em seguidos jogos em 2017 -, o meio-campista sucumbiu aos dilemas musculares e não voltou a repetir tal sequência no ano seguinte. É necessário lembrar que o meio-campista chegou ao Botafogo na negociação que levou Sassá ao Cruzeiro e possui contrato até junho de 2020.

A ideia dentro do clube é recuperar o Marcos Vinícius de 2017, que marcou cinco gols e somou convincentes atuações pela equipe de Jair Ventura. No ano passado, porém, o meio-campista entrou em campo apenas 16 vezes, mas em nenhuma destas atuou durante os 90 minutos. 

Com o retorno de Marcos Vinícius, Eduardo Barroca ganha mais uma opção para o meio-campo do Botafogo. Apesar de ter optado por uma formação sem um meia mais avançado até aqui, o treinador possui em mãos uma nova alternativa para mudar a formatação da equipe durante as partidas.