Rhuan - Botafogo

Rhuan em ação contra o Athletico Paranaense (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
11/09/2020
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo é uma das equipes que menos usufrui da nova regra que permite cinco substituições - Paulo Autuori utilizou todas as alterações em dois jogos do Brasileirão, contra Atlético-MG e Flamengo -, mas um suplente vem aparecendo com destaque ultimamente. Trata-se de Rhuan, com participações decisivas em partidas recentes do Alvinegro.

Rhuan saiu do banco e foi essencial na construção dos resultados do Botafogo diante de Corinthians, no último sábado, e Athletico Paranaense, na quarta-feira. O atacante, ao aparecer como uma opção de velocidade, foi acionado com frequência no segundo tempo e correspondeu, participando diretamente de jogadas de gols.

Diante do Corinthians, Rhuan dá a assistência para o gol de Salomon Kalou. O detalhe é que o jovem tira Gil da grande área, supera o marcador com um drible e encontra o marfinense para finalizar. Contra o Athletico Paranaense, o camisa 17 sofreu o pênalti convertido por Victor Luís. 

Na Arena da Baixada, inclusive, Rhuan foi essencial para a construção ofensiva do Botafogo. O Athletico Paranaense estava esgotado fisicamente e a velocidade do camisa 17 foi um diferencial para que o Glorioso ganhasse campo na metade final do gramado. 

- Pude entrar, ajudar, contribuir para a equipe. Quem vem do banco tem que somar e ajudar. Hoje (quarta-feira) consegui entrar bem e ajudar a equipe - analisou Rhuan após a partida contra o Athletico, em entrevista à "BotafogoTV".