Nelson Mufarrej - Botafogo

Nelson Mufarrej é o presidente do Botafogo (Foto: Vítor Silva/SS Press/Botafogo)

LANCE!
09/08/2019
12:06
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo foi de encontro a um alívio financeiro. De acordo com o portal de transparência do clube, atualizado nesta sexta-feira, o departamento financeiro quitou a oitava parcela do ato trabalhista, estando em dia com este compromisso. O Alvinegro está no quinto ano de pagamentos desta decisão judicial, publicada em 2014.

Até agora, o Botafogo está rigorosamente em dia com esses valores. Até aqui, o clube pagou mais de R$ 80 milhões, direcionados ao ato trabalhista. O clube, é preciso dizer, tem este compromisso desde janeiro de 2015. Desde então, paga doze parcelas, uma por mês, da conta - com exceção de 2015, quitado em totalidade em dois pagamentos.

Só em 2019, o Botafogo já pagou R$ 14.080.000,00. Foi determinado que o clube teria que depositar R$ 1.760,000,00 por mês para alcançar a quantia de R$ 21.120,000,00, valor total destinado a este ano, de acordo com o portal de transparência.

O Ato Trabalhista centraliza em uma conta judicial os pagamentos do clube para diversos credores ordenados pelo tempo do processo. Este ato entrou em vigor na data da publicação em 19 de dezembro de 2014. O Plano Especial de Execução fica limitado às execuções das sentenças ou acordos homologados em ações distribuídas até a data da publicação deste Ato.

Pela determinação judicial, o clube deve depositar as quantias até o 15ª dia de cada mês - ou seja, a diretoria pagou o mês de agosto com antecedência. Este Ato suspende o cumprimento dos mandados de penhora e das ordens de bloqueios de crédito expedidas em face do Botafogo.