John Textor - Botafogo

John Textor no estádio do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
10/01/2022
05:00
Rio de Janeiro (RJ)

Uma nova era está perto de ser iniciada no Botafogo. John Textor assinou o contrato vinculante para comprar 90% da SAF do clube na noite deste domingo. Assim, o departamento de futebol do Glorioso está prestes a passar por uma mudança e ser comandado pelo americano.

John Textor, que também possui ações no Crystal Palace-ING, é um entusiasta da modernização e tem como política a captação de jovens jogadores, algo que ele entende como fundamental para o futuro de um clube. Desde que ele chegou aos Eagles, inclusive, foi isso que ele adotou na janela de transferências.

No Botafogo não deve ser diferente. O scouting e a área de análise de desempenho devem ser dois dos setores mais reforçados por John Textor a curto prazo. São as áreas responsáveis pela captação de jogadores no mercado. Atualmente, este é um dos departamentos mais defasados no que diz respeito à relação trabalho/quantidade de funcionários no Alvinegro.

+ Encontro 'cara a cara' com John Textor foi fundamental para negociações da SAF do Botafogo

'Descobrir' jogadores antes deles estourarem é o plano ideal para qualquer equipe no mundo. Inclusive para o Botafogo de John Textor. O americano quer reforçar essa área com mais profissionais e muito disso também passa pela estrutura do Espaço Lonier, o CT.

O local, que foi adquirido e tem as obras tocadas pelos Irmãos Moreira Salles, é de interesse total do americano. Hoje, o CT tem três campos prontos, mas ainda não tem as estruturas fora do campo finalizadas. A ideia de Textor é que o centro não seja um lugar apenas para treinos, mas para os jogadores, membros da comissão e até a diretoria possam ficar.

Construção de salas, escritórios, academia, centro médico e espaço para os jogadores se reunirem estão na 'pauta' de Textor. O CT do Crystal Palace, em Beckenham, é uma das inspirações. No caso dos Eagles, eles possuem um local exclusivo para a base e outro para o time principal.

Textor preza pela qualidade dentro e fora de campo. Haverá um investimento de R$ 50 milhões cinco dias depois da Assembleia Geral, que acontecerá nesta sexta-feira. Este dinheiro servirá para o Botafogo 'arrumar a casa' para 2022 e tentar passar a temporada sem sustos no que diz respeito à briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.