General Severiano - Botafogo

General Severiano é a sede do Botafogo (Foto: Divulgação)

LANCE!
23/07/2021
13:27
Rio de Janeiro (RJ)

Na tarde desta sexta-feira, o Botafogo anunciou que entrou em acordo para o parcelamento de uma dívida que protege a sede de General Severiano de eventual risco de execução, leilão ou adjudicação. Há pouco mais de duas semanas houve uma ordem de penhora da sede referente a ausência de pagamentos de IPTU de fevereiro de 2014 a novembro de 2015.

> Você lembra quais foram os últimos dez técnicos do Botafogo?

VEJA A NOTA OFICIAL PUBLICADA PELO BOTAFOGO

O Botafogo vive uma luta diária para enfrentar as dívidas enquanto busca uma solução econômico-financeira definitiva. Recentemente, foi noticiada uma ordem de penhora da sede de General Severiano referente a ausência de pagamentos de IPTU de fevereiro de 2014 a novembro de 2015. Embora seja um dos maiores símbolos históricos, as gestões anteriores não cumpriram com as obrigações e correu-se o risco de um incalculável prejuízo institucional e patrimonial.

Nesta sexta-feira (23/7), foi pactuado o parcelamento da dívida existente, acordo que irá proteger o local onde estava situada a Loja Oficial de eventual risco de execução, leilão ou adjudicação.

Botafogo de Futebol e Regatas


> Veja a tabela da Série B

RELEMBRE O CASO

O Botafogo teve a sede de General Severiano penhorada por conta do não pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) dos anos de 2014 e 2015. A decisão foi da juíza Kátia Cristina Nascentes Torres, da 12ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Segundo o documento do caso, o clube alvinegro possui uma dívida de R$ 153.034,55 que ainda não foi paga. O Botafogo buscou uma manobra para que outra propriedade, onde se encontra um shopping, fosse penhorada, mas não obteve sucesso após indeferimento do pedido.