Botafogo x Boavista - Marcelo Chamusca

Chamusca ficou insatisfeito com o desempenho da equipe (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

LANCE!
02/05/2021
21:11
Rio de Janeiro (RJ)

Na noite deste domingo, Botafogo e Nova Iguaçu empataram em 0 a 0, no Estádio Nilton Santos, em partida válida pela semifinal da Taça Rio. Após o jogo, em entrevista coletiva, o técnico Marcelo Chamusca analisou o confronto e viu evolução no Botafogo em roubadas de bola no campo adversário e também no aspecto físico. O treinador lembrou que o time ainda está em formação e destacou que este é um processo natural. 

> Veja quem entrou em campo pelo Botafogo na temporada de 2021

- O Botafogo, nesses últimos dois jogos que nós fizemos com semana cheia, nós tivemos melhoras em vários aspectos. Se você for dar uma estudada nos números, você vai poder entender o que eu estou falando. Passamos a ter uma recuperação de bola no campo do adversário até em números. Era um aspecto que a gente estava com muita dificuldade e a gente evoluiu - comentou, antes de seguir.

- Tudo o que está acontecendo com o Botafogo é um processo natural de um time que está sendo construído. Nas duas semanas que a gente teve para trabalhar a gente melhorou muito em vários aspectos, principalmente o aspecto físico, que a gente estava tendo dificuldade - analisou.

Chamusca afirmou que o Botafogo teve o controle do primeiro tempo, mas não conseguiu o gol. Ele destacou que esta não é a primeira vez que isso acontece e que os jogadores ficam um pouco ansiosos.

-  O que aconteceu nesse jogo foi muito parecido com dois jogos que aconteceram na primeira fase. O time, por não fazer o gol, acaba ficando ansioso e a gente começa a atropelar um pouquinho as ações - disse.

- É uma equipe em formação e com jogadores jovens. A partir do momento que a gente não consegue abrir, não consegue fazer o gol, os jogadores vão ficando ansiosos e vão atropelando em algumas ações do jogo. Na minha leitura, o que aconteceu no jogo foi isso - afirmou.

CONFIRA MAIS TRECHOS DA COLETIVA DE CHAMUSCA

Jogo da volta 


- Sobre o resultado, a gente não está satisfeito. É um jogo de 180 minutos, ainda tem mais 90 para jogar. Temos todas as condições de, no próximo, vencer e avançar para a final do Campeonato.


O Botafogo é lento?


- A questão não é de que o time é lento, o time até trocou passe com velocidade no primeiro tempo. Todos os adversários que enfrentam o Botafogo, a maioria deles coloca 11 jogadores atrás da linha da bola, tiram o espaço que dificulta muito o jogo.

- A gente, por ser uma equipe que ainda está no processo de entrosamento de jogadores, implementação de mecânica de jogo, de crescimento, acaba, em alguns momentos, se precipitando e errando alguns passes. Isso faz parte da construção da equipe.

Análise

- No jogo de hoje, nós voltamos a ter um número acentuado no campo de bola do adversário, que a gente não vinha fazendo. Nós desarmamos 15 vezes no campo do adversário. O time, no primeiro tempo, teve um comportamento muito bom com um controle de jogo desde o início. O adversário finalizou a sua primeira bola aos 30 minutos. Nós construímos algumas boas chances de abrir o marcador.

- Então, no primeiro tempo, o adversário finalizou duas bolas de fora da área, a gente teve o controle total. No segundo tempo, a gente teve um pouco da perda desse controle e já teve um pouco mais de dificuldade. Mas, acho que, de fato, a gente já conseguiu melhorar em vários aspectos. Aspecto físico, aspecto tático, o time está um pouco mais consistente, está um pouco mais encorpado.