Ricardo Ferrari - Torcedor do Botafogo

Ricardo Ferrari é botafoguense fanático (Foto: Lazlo Dalfovo/Lancepress!)

Lazlo Dalfovo
21/05/2019
17:53
Assunção (PAR)

“E hás de ser nosso imenso prazer”. Parte do hino oficial do Botafogo externa o sentimento da maioria de seus torcedores. E com Ricardo Ferrari, de 24 anos, a forma de demonstrar isto é estar colado ao clube do coração, sem fronteiras.

O estudante de contabilidade é um dos cerca de 30 torcedores que embarcou com a delegação do Botafogo rumo a Assunção, capital do Paraguai, nesta terça-feira, véspera do duelo entre o Alvinegro e o Sol de America pela Copa Sul-Americana.

Chama a atenção o fato de Ricardo, morador da Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, ter emendado a ida a Goiânia, no último fim de semana, quando o Botafogo jogou pelo Brasileiro, com a missão paraguaia. E mais: para sábado, ele já garantiu o seu lugar na caravana rumo a Brasília - onde o time de Eduardo Barroca vai enfrentar o Palmeiras.

- Semana maluca, são três jogos em uma semana, comecei no contra o Goiás, infelizmente o resultado não foi bom, mas já cheguei ontem (segunda) no Rio, estou hoje (terça) aqui em Assunção e sábado em Brasília. A paixão pelo Botafogo é desde moleque, meu pai sempre me levava aos jogos no Caio Martins e isso era a melhor forma de eu me aproximar dele. Já em relação a jogos fora do Rio, eu passei a fazer isso a partir de 2013, com o time do Seedorf, em jogos do Brasileiro. Ja cheguei a ir à Colômbia e ao Uruguai, na Libertadores de 2017 - disse Ferrari, dizendo quem mais o admira no atual elenco e arriscando um palpite, em seguida:

- Minha principal referência, principalmente por causa da Libertadores e tudo o que passamos há dois anos, é o Gatito, que brilhou contra o Olimpia. O Erik também se destaca. Aliás, aposto em vitória por 3 a 1 amanhã (quarta), com dois gols do Erik e um do Diego Souza.

O jogo entre Botafogo e Sol de América será realizado às 19h15 (de Brasília), no Estádio Luis Alfonso Giagni, pela ida da segunda fase da Sul-Americana.