Luís Oyama - Botafogo

Luís Oyama já se reapresentou ao Mirassol (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

João Alexandre Borges
15/01/2022
05:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo não contará com Luís Oyama para a temporada 2022. O volante estava emprestado pelo Mirassol ao Alvinegro até o fim do ano passado, mas não houve negócio para que o camisa 5 permanecesse no Rio de Janeiro. Abaixo, o LANCE! mostra a cronologia dos fatos e explica por que Oyama seguirá no Leão.

> A 'Queda da Bastilha' alvinegra: como o botafoguense reagiu à venda da SAF

Inicialmente, vale lembrar que havia uma cláusula contratual no empréstimo que poderia ajudar o Botafogo a manter Oyama por mais tempo no clube. O Alvinegro tinha, durante o período de empréstimo, uma preferência para igualar qualquer proposta pelo volante e conversar com o Mirassol sobre o jogador.

O Botafogo, todavia, realizou apenas uma proposta ao Mirassol para comprar Luís Oyama antes do prazo de vencimento da prioridade de compra. No entanto, como o L! adiantou, a oferta representou menos de 30% do total que o clube paulista esperava receber pelo atleta. 

Após dia 31 de dezembro, data de vencimento da prioridade de compra por Oyama, o Botafogo solicitou mais dez dias para enviar uma nova proposta. Contudo, até o dia 13 de janeiro, isto é, a última quinta-feira, o clube carioca não procurou o Mirassol ou o estafe do atleta para oficializar uma oferta.

Posteriormente, o Alvinegro informou aos representantes de Oyama que a segunda proposta que seria feita pelo jogador não foi aprovada pelo próprio clube. Assim, o ciclo do volante em General Severiano chegou ao fim. Ele deixa o o Botafogo com 31 jogos, dois gols, duas assistências e o título do Campeonato Brasileiro da Série B.

O jogador já até se despediu do Glorioso nas redes sociais. Ainda durante a disputa do Brasileirão, os pais do meio-campista afirmaram que a vontade dele era de permanecer no Botafogo. De fato, ele estava adaptado e era querido por praticamente todo o plantel.

No fim de 2021, Oyama divulgou um comunicado na imprensa afirmando que a permanência dependia "exclusivamente do Botafogo". Como foi visto, a coisa também precisava da anuência do Mirassol para andar a um caminho positivo, o que não aconteceu.

De volta ao clube que o revelou, Oyama, inclusive, já participou de ações nas redes sociais do Mirassol. Ele vai jogar o Campeonato Paulista pelo Leão.