Botafogo x Atlético-MG - Eduardo Barroca

Eduardo Barroca é o treinador do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

LANCE!
04/08/2019
19:30
Florianópolis (SC)

O Botafogo derrotou o Avaí, neste domingo, por 2 a 0, na Ressacada, pela 13ª rodada do Brasileiro com 40% da posse de bola. Um número pouco comum desde a chegada de Eduardo Barroca, que preza pela manutenção dos passes. O treinador explicou, após a partida, sobre a postura da equipe.

- Ganhamos fora das nossas características, mas o mais importante era vencer. Voltar a vencer, a subir na tabela e agora com foco total no Campeonato Brasileiro - analisou.

De fato, o Botafogo deu fim a uma sequência de seis partidas sem vencer e conquistou o primeiro resultado positivo desde a Copa América. Com esse peso retirado das costas do elenco e da comissão técnica, Eduardo Barroca analisou que o Glorioso já vinha, há certo tempo, com um perfil crescente nas atuações, batendo na trave nos últimos resultados negativos.

- Vínhamos em evolução. Fizemos bom jogo contra o Cruzeiro no Mineirão, um jogo equilibrado contra o Santos. Contra o Fla também fizemos partida muito boa. Colocamos vantagem, perdemos no detalhe. Vínhamos aumentando o número de chances criadas. Contra o Atlético-MG fizemos um grande primeiro tempo, infelizmente não saiu o gol. Se a gente tivesse feito o primeiro, teríamos boas chances de brigar pela classificação. Temos todas as condições de fazer um Campeonato Brasileiro muito bom. O mérito dessa vitória mais uma vez é deles. Tiveram brio, lutaram brigaram. Tiveram repertório para ganhar o jogo mesmo saindo das nossas características - explicou.

A partida marcou o reencontro do Botafogo com Alberto Valentim, treinador campeão carioca, no ano passado, pelo Glorioso. Nesta mesma época, Eduardo Barroca era o técnico da equipe sub-20, e o comandante falou sobre este reencontro com o atual funcionário do Avaí.

Respeito muito o Alberto, quando dirigiu o Botafogo eu estava no sub-20 e ele me trouxe para perto do trabalho. Uso algumas coisas que aprendi com ele, deixo um abraço e força para ele. Vou ficar na torcida para saírem dessa situação o mais rapidamente possível - afirmou.