Chapecoense x Atlético-MG

Com direito a dancinha com Guga(à direita), Vinícius comemorou o belo gol  marcado aos 53 minutos do segundo tempo, que garantiu os três pontos para o Galo- (Reprodução/Twitter)

Valinor Conteúdo
14/07/2019
21:47
Belo Horizonte

Durante boa parte do jogo entre Chapecoense e Atlético-MG, o meia Vinícius, que iniciou como titular na equipe alternativa montada por Rodrigo Santana, estava fazendo um jogo discreto, com alguns poucos bons lances. Quando Santana tirou Otero e Geuvânio da equipe, as coisas começaram a mudar, com o meio campista assumindo um protagonismo maior na armação de jogadas, “carimbando” todas as ações ofensivas da equipe.

E, num lance de qualidade e agilidade, em que Ricardo Oliveira faz a “parede”, a bola sobra para Vinícius, que dribla trÊs jogadores da Chape e faz o gol da virada e da vitória atleticana em Chapecó. O resultado garantiu os três pontos na volta do Brasileiro e a entrada no G4 da competição.

Entusiasmado, o meio de campo, que fez seu melhor jogo com a camisa alvinegra disse que a forma como o time conseguiu vencer, com muita luta em campo, apesar do pouco entrosamento da equipe escalada por Rodrigo Santana, servirá para motivar os titulares no jogo de volta da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro.

O “Eu Acredito” de Vinícius é pelo placar elástico que o alvinegro terá de inverter, já que perdeu o primeiro duelo das quartas de final do mata-mata por 3 a 0. O meia explicou também a dança que fez com o lateral Guga, na comemoração do gol e enfatizou a força de vontade da equipe por não ter desistido da vitória na Arena Condá.

-Que(essa vitória) sirva de motivação para quarta-feira. Para nossa torcida não desistir na Copa do Brasil. A gente sabe que o 'Eu Acredito' é muito forte. Que a gente possa fazer um grande jogo quarta-feira. Hoje mostramos que o espírito do Atlético é nunca desistir, acreditar até o fim. É com esse espírito que vamos pra quarta-feira, para fazer um baita jogo e, se Deus quiser, conseguir a classificação. A dancinha da comemoração nós inventamos na hora, pois o mais importante é o triunfo e a motivação para quarta-feira. É para o torcedor encher o Horto, porque vamos lutar até o fim, como foi hoje, pra gente conseguir a classificação- disse Vinícius.

O Atlético-MG enfrenta o Cruzeiro, pela volta da Copa do Brasil, quarta-feira, 17 de julho, às 19h15, no Independência, precisando de fazer pelo menos três gols de diferença para levar a decisão da vaga para os pênaltis. A vaga virá de forma direta se o Galo marcar quatro ou mais gols de diferença sobre o maior rival.