Guga postou em suas redes sociais as novas tatuagens, que podem tirá-lo do jogo contra os paranaenses

Guga postou em suas redes sociais as novas tatuagens, que podem tirá-lo do jogo contra os paranaenses-(Reprodução/Instagram)

Valinor Conteúdo
13/08/2019
13:45
Belo Horizonte

Em alguns momentos da vida, algumas oportunidades aparecem de forma inesperada e devemos estar prontos para pegar o “cavalo selado”. Parece que o lateral-direito do Galo, Guga,não seguiu a ideia de “montar o cavalo selado” e pode deixar passar uma chance de voltar a ser titular no alvinegro.

Guga estava confirmado pelo técnico Rodrigo Santana como titular no duelo do Galo contra o Atlhetico-PR, no próximo sábado(17), às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, pois o titular da posição, Patric, está suspenso por ter levado o terceiro cartão amarelo diante do Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

Mas, o jogador atleticano fez três tatuagens na perna esquerda, no último domingo(11), e segundo dermatologistas, o tempo médio de recuperação e cicatrização da pele é de sete dias, o que poderia inviabilizar a presença de Guga diante do Furacão, no sábado. Outro risco de fazer atividades físicas com contato físico, caso do futebol, é o local da tatuagem se sujar, aumentando o perigo de infecções.

O jovem lateral, de 20 anos, perdeu a posição para Patric quando estava servindo à Seleção Brasileira no Torneio de Toulon, na França. Guga jogou apenas duas vezes após o fim da parada para a Copa América, disputada no Brasil e teria a primeira chance como titular no Galo depois de dois meses sendo opção no banco de reservas.

A semana de treinamentos na Cidade do Galo vai definir se Guga joga ou não, pois o jogador terá trabalhos de campo, correndo os riscos citados acima para o local da tatuagem. A assessoria do clube disse que se tratava de um dia de folga e o departamento médico não fora comunicado sobre o procedimento ainda.

Caso Guga não possa jogar, o técnico Rodrigo Santana terá de improvisar alguém na posição, ou recrutar algum atleta das categorias de base.