Sérgio Sette Câmara - Presidente do Atlético-MG

Sette Câmara também comentou sobre o momento de Fábio Santos, reiterando o apoio ao atleta-Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG

Valinor Conteúdo 
18/03/2019
16:29
Belo Horizonte

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, está em busca de mais reforços para o elenco atleticano. O mandatário do Galo disse que está com duas situações que podem ser interessantes para o clube, com as possíveis contratações de um lateral-esquerdo.

A busca por uma opção para ser “sombra” de Fábio Santos não é de agora. O Atlético-MG tentou fechar com o argentino Santiago Arzamendia, do Cerro Porteño, mas os valores, R$ 17,3 milhões, foram considerados muito altos pela diretoria e o negócio não saiu. O outro nome em pauta era de Felipe Jonatan, que acertou com o Santos.

Sette Câmara disse, na entrevista à Rádio 98 que o reforço será para brigar pela vaga com Fábio Santos.

- Estamos procurando um lateral-esquerdo, mas não vamos fazer nenhum tipo de loucura. Não vamos trazer um jogador aqui para ser simplesmente reserva do Fábio Santos, não. Estamos procurando um jogador que possa disputar posição, mas não é fácil, pois é uma posição carente no futebol. Chegamos a conversar com o lateral-esquerdo que o Santos acabou contratando, mas começou o tal do leilão. O Atlético não entra em leilão. Também começamos a conversar com o Cerro Porteño pelo lateral-esquerdo deles, que estava bem avaliado. Mas eles vieram com uma pedida de 4 milhões de euros, o que não tem sentido. Estamos de olho no mercado. Existem duas situações interessantes que estamos conversando, mas temos de manter sigilo. O segredo faz parte do negócio- disse o presidente.

Sérgio Sette Câmara falou sobre o momento de Fábio Santos, que vem sendo muito criticado pela torcida atleticana, mas manteve o apoio ao jogador, apesar da má fase.

- Acho Fábio um grande jogador. Talvez, tenha tido uma ou duas partidas abaixo, mas é um cara que é campeão do mundo e experiente. Ele é um cara importante para o grupo. Não vamos conseguir que o jogador atue sempre da mesma forma. Não vamos conseguir ganhar todos os jogos- concluiu.