Nacional URU x Atlético MG

O Atlético-MG está numa situação complicada no Grupo E e não pode perder mais pontos para ter chances de se classificar às oitavas de final da Libertadores- Bruno Cantini / Atlético

Valinor Conteúdo
13/03/2019
18:32
Belo Horizonte

Um “filme” triste se repete para o torcedor do Atlético-MG nesta edição 2019 da Libertadores da América. O time alvinegro repete o seu pior começo de competição na história, em 2015, com duas derrotas em dois jogos, com o mesmo roteiro: derrota em casa e fora.

Em 2015, o clube mineiro vinha de uma conquista espetacular de Copa do Brasil de 2014, derrubando gigantes do futebol brasileiro como Flamengo e Corinthians e coroou sua campanha vencendo o maior rival, Cruzeiro, na grande final, gerando boa expectativa para a Libertadores.

Porém, o Atlético-MG começou muito mal no Grupo 1, que tinha Colo-Colo, Atlas-MEX e Santa Fé-COL. Foi derrotado pelos chilenos em Santiago, por 2 a 0, e caiu em casa para os mexicanos, por 1 a 0.

Até aqui, o Galo foi derrotado pelo Cerro Porteño, no Mineirão, e pelo Nacional, no Uruguai, deixando a equipe mineira em situação bem complicada no Grupo E. A grande coincidência de 2015 e 2019, é que o Atlético-MG era comandado por Levir Culpi nos dois momentos da equipe na competição sul-americana.

Se a história de 2015 se repetir por completo em 2019, o torcedor do Galo pode ainda sonhar com a vaga nas oitavas de final. O clube mineiro teve de se desdobrar, pois o time perdeu um terceiro jogo e teve de iniciar uma reação, vencendo três jogos e ainda contar com a sorte, pois só conseguiu ir às oitavas de final porque tinha melhor saldo de gols que Colo-Colo, que tinha feito o mesmo número de pontos da equipe atleticana.


Esse cenário de recuperação gera otimismo nos jogadores, que sabem da dificuldade, porém ainda creem na reação do Galo nos próximos jogos da Libertadores.

- A nossa vontade e o nosso lema é o "Eu acredito". Temos quatro jogos. São 12 pontos para serem disputados e tudo é possível. A gente sabe o que esse clube pode fazer e vamos seguir trabalhando forte - disse o lateral-direito Patric, que era estava na equipe de 2015 e é novamente titular em 2019.

O Galo volta à campo pela Libertadores no dia 3 de abril, no Mineirão, às 19h15, contra o Zamora-VEN, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo E.