Thiago Larghi

Thiago Larghi deve manter formação que venceu o Santos para as próximas disputas (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

LANCE!
12/08/2018
15:16
Belo Horizonte (MG)

Após apresentar um desempenho questionável na retomada das disputas do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG tirou um peso das costas ao vencer o Santos pelo largo placar de 3 a 1 neste domingo. Entretanto, o triunfo não tirou os pés do técnico Thiago Larghi do chão. Na análise do treinador, o time progrediu, mas ainda apresentou falhas importantes em campo.

- Felizmente, a gente conseguiu colocar em prática um time já mais seguro, um pouco mais organizado. No segundo tempo, com mais fluidez, marcação mais forte, conseguimos impor nosso ritmo - disse Thiago Larghi.

Após Elias abrir o placar com apenas sete minutos de bola rolando, Gabriel deixou tudo igual para o Santos apenas vinte minutos depois, levando a tensão para a partida, sentimento que ficou nítido nos erros de marcação, que permitiram a aproximação do Santos em algumas oportunidades. A queda de produção rendeu bronca do treinador no time mineiro.

- Não é porque a gente venceu hoje, fez 3 a 1 que o discurso vai ser diferente. A gente precisa de mais entrosamento, repetir o time, encontrar um padrão que a gente defenda e ataque melhor. Defendendo hoje, a gente foi muito bem no segundo tempo. Mas, no primeiro tempo, a gente ainda deixou o Santos jogar muito, o que eu não quero que seja nossa característica. A gente pode ser melhor nisso. A fluidez do jogo é só com tempo de trabalho.

Apesar do puxão de orelha, o treinador também elogiou os pontos positivos do Atlético-MG no confronto deste domingo. Para ele, a pressão exercida pelo time nas saídas de bola do Santos, principalmente com a dupla Tomás Andrade e Nathan, no lance que antecedeu o gol de Elias devem ser mantidas.

- Foi uma subida de pressão muito bem feita, Tomás e Nathan. Naquele momento aconteceu boa chegada do Elias para chutar de fora da área. É questão de repetir, isso só com tempo e entrosamento.