Atlético MG x Unión La Calera

O Galo  foi punido novamente por permitir que símbolos que não são dos parceiros da Conmebol ficassem à vista no jogo contra os chilenos. O clube foi multado pelo mesmo motivo outras seis vezes em 2019-(Divulgação/Atlético MG)

Valinor Conteúdo
21/06/2019
15:59
Belo Horizonte

A aproximação que o Atlético-MG ensaia com a Conmebol, como foi vista n no encontro dirigentes do alvinegro com o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, na última quarta-feira, 19 de junho, antes do jogo entre Argentina e Paraguai, pela Copa América, ainda não surtiu efeito.

O Galo foi punido pela sétima vez em 2019. O Tribunal Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol multou o Atlético-MG por não cumprir o regulamento das competições da Confederação no que se refere a não expor marcas e símbolos que não façam parte do rol de parceiros da entidade.

A punição, desta vez, ocorreu no jogo pela Copa Sul-Americana pelo fato Galo não ter cobrido as marcas do América-MG no Independência na jogo contra os chilenos, pela segunda fase da Sula.

O valor da multa será de 25 mil dólares, cerca de R$ 96 mil, pelo descumprimento do artigo 179 do regulamento da competição, que diz sobre a utilização de símbolos e marcas que não podem ser vistas em eventos promovidos pela Conmebol.

O valor em multas aplicadas pela Conmebol ao Atlético-MG já superam os R$ 280 mil. Os valores das punições são debitados dos direitos de TV a qual o Galo tem a receber. As outras punições que o clube recebeu foram na Copa Libertadores pelas mesmas infrações.

O time mineiro volta a jogar pela Sul-Americana contra o Botafogo, pelas oitavas de final da competição nos dias 24 e 31 de julho, com o jogo de ida sendo disputado no Rio de Janeiro, e a volta em Belo Horizonte.