Atlético-MG x Fluminense - Daniel, Ricardo Oliveira, Allan e Elias

Ricardo Oliveira encerrou um jejum de 15 jogos sem marcar gols e ajudou o Galo a superar o Tricolor no Horto-(Mailson Santana/Fluminense)

Valinor Conteúdo
10/08/2019
23:17
Belo Horizonte

Alívio. Esse era o sentimento de Ricardo ao fim do jogo contra o Fluminense. Não apenas por ter saído de campo vencedor, conquistando mais três pontos para o Atlético-MG. Mas, principalmente pelo fim do incômodo jejum de 15 jogos sem gol. Foram 107 dias sem saber o que era empurrar a bola para as redes do adversário.

O calvário do “Bom Pastor” se encerrou aos cinco minutos da etapa final, quando Ricardo recebeu a bola na entrada da área do Tricolor. E, como bom camisa 9, olhou para o goleiro Muriel e bateu firme, colocado no canto esquerdo do arqueiro do Flu, que nada pôde fazer. O fim da “seca” finalmente veio.

A reação dos colegas de time mostra como o grupo atleticano estava torcendo para o seu mais experiente jogador. Todos os atletas do banco de reservas foram até Ricardo para abraçá-lo. Os três pontos diante do Fluminense tiveram sabor ainda mais especial para o artilheiro, que se alinha com o restante da equipe na atual boa fase, se mantendo entre os quatro melhores do Campeonato Brasileiro.

Ao falar sobre voltar a marcar gols, Ricardo foi sereno. Sem desabafos intensos e raivosos. Mostrou que os anos de bola e a postura de quem sabe lidar com as adversidades, acaba recompensado.

- Não é desabafo, é sentimento de muita alegria por saber que afinal de contas o trabalho foi recompensado. Perseverança, luta, entrega, determinação, apoio dos companheiros. Todos falavam que "o gol vai sair, vai sair, vai sair". Apesar dos 15 jogos sem fazer gol. nunca deixei de trabalhar e dar o melhor. Nos momentos difíceis me criticaram com razão, mas também me apoiaram muito. A forma como gritaram meu nome, sentimento de que afinal o trabalho foi recompensado- disse o artilheiro.

O Galo terá mais uma semana cheia de trabalho, pois as datas estão reservadas para a a Copa Libertadores. O time volta a campo no sábado, 17 de agosto, às 19h, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.