O Estádio do Galo já está com 18% das obras concluídas

O estádio alvinegro terá de oferecer contrapartidas sociais, ambientais e viárias para a Cidade de Belo Horizonte-(Divulgação/Arena MRV)

Valinor Conteúdo
09/06/2021
17:08
Belo Horizonte

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, deu detalhes dos andamentos das obras da Arena MRV, futuro estádio do clube, que será entregue em 2022. Coelho comentou que o estádio terá um aumento de custos nas contrapartidas para conseguir a licença de operação.

Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

- Na ordem de R$ 120 a 150 milhões de contrapartida. Isso é para fazer viaduto, passarela, abrir avenida e uma série de coisas que serão investidos naquela região - disse Sérgio Coelho.

Desde que começaram as obras, em 2020, a Arena MRV já cumpriu e está cumprindo 50 contrapartidas e cinco medidas compensatórias cumpridas. Para obter a licença de operação, outros 89 itens deverão ser concluídos pelo clube. Confira abaixo que o estádio do Galo terá de oferecer à cidade de BH para que funcione 100%, de forma legal.

Contrapartidas ambientais

- Enriquecimento arbóreos
- Parque linear na Mata dos Morcegos (55 mil m²) e manutenção por 30 anos
- Plantio de 46 mil árvores durante 10 anos e mantidas por 3 anos

Sociais


- Nova Unidade Básica de Saúde no bairro Califórnia
- CLIC (Centro de Línguas Integradas)
- Anexo de Unidade Básica de Saúde
- Academia da Cidade
- Instituto Galo (promove ações sociais)

Viárias


- Mais de 15 intervenções no entorno da arena
- 10 mil m² de contenções das intervenções viárias