Alerrandro – Atlético-MG

Alerrandro pode ficar na vaga de Oliveira, suspenso pelo terceiro cartão amarelo- Divulgação

Valinor Conteúdo
12/11/2018
19:01
Belo Horizonte

O Atlético-MG terá mudanças certas no time titular para o jogo contra o Paraná, nesta quarta-feira, em Curitiba. O atacante Ricardo Oliveira levou o terceiro cartão amarelo diante do Palmeiras e não poderá estar em campo. Uma das alternativas do técnico Levir Culpi será Alerrandro, que inclusive entrou no duelo contra os paulistas, é um dos candidatos ao comando do ataque. Denílson é o outro concorrente a vaga.

- Agora eu estou mais preparado do que na minha estreia contra o Villa Nova no Mineiro. Se o Levir optar por mim, vou dar meu melhor pelo Atlético e se Deus quiser fazer meu primeiro gol pelo profissional, disse.

Alerrando tem o caminho livre e espera o ok de Levir Culpi para tentar marcar o seu primeiro gols como profissional. O jogador de 18 anos agradeceu as chances que teve com Thiago Larghi e espera corresponder ao novo chefe.

- Eu tenho que agradecer muito ao Thiago Larghi. Ele me deu muita oportunidade. Faltou o gol, mas eu fui bem. Agora estou mais preparado, mais maduro para essa oportunidade. Se for vim do Levir, eu vou estar bastante confiante para fazer o gol, comentou.

Diante do Paraná, Alerrandro classifica como o jogo mais complicado do Brasileiro para o Galo. Não pela qualidade técnica do time paranaense, mas pela “tranquilidade” que o Tricolor irá jogar, sem responsabilidade, pois já está rebaixado para a Série B na competição.

- Contra o Paraná temos que entrar mais concentrados e determinados do que contra o Palmeiras, porque vai ser um jogo bastante difícil. Eles vão vir bem tranquilos, sem responsabilidade de nada, então, vai ser um dos jogos mais difíceis do campeonato para gente, completou.

Adilson também fora

Outro desfalque do Galo no duelo com o Paraná será o volante Adilson. Ele também recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Palmeiras e cumprirá suspensão automática diante do Tricolor.

Em seu lugar, o mais cotado é Matheus Galdezani, que retorna de suspensão por um cartão amarelo que recebeu no jogo contra Grêmio, no Independência.