Nacional URU x Atlético MG Jair

O Galo foi punido por infrações no duelo contra o Nacional-URU- Miguel Rojo / AFP

Valinor Conteúdo
11/05/2019
20:29
Belo Horizonte

Atlético-MG foi punido pela sexta vez nesta edição da Copa Libertadores, competição em que, inclusive, já está eliminado. O clube mineiro foi multado em US$ 8 mil (cerca de R$ 31 mil) pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol por incidentes na derrota por 1 a 0 para o Nacional-URU, dia 23 de abril, no Mineirão - duelo que confirmou a queda do alvinegro da Libertadores.

O valor da multa será debitado automaticamente da premiação entregue aos clubes na primeira fase da competição. O clube mineiro recebeu por sua participação US$ 3 milhões (cerca de R$ 12 milhões).

A Conmebol emitiu uma nota explicando quais foram os artigos do regulamento da competição que o Atlético-MG infringiu. Confira quais foram as infrações do Galo diante dos uruguaios.

Artigo 8 do Regulamento Disciplinário, que trata da responsabilidade do clube pelo comportamento de jogadores e torcedores, além da responsabilidade pela segurança na partida.

Artigo 13.2 do Regulamento Disciplinário, que fala, entre outras coisas, de falta de ordem ou disciplina que se possa cometer no estádio ou nas duas cercanias antes, durante e no final do jogo.

Artigo 25, inciso G, do Regulamento de Segurança, que proíbe ingresso ao estádio ou a manipulação, antes, durante ou depois das partidas, de objetos relacionados a bombas de estrondo.

Artigo 114 do Regulamento da Libertadores, que diz: “Pouco depois do término do jogo a(s) detentora(s) dos direitos de transmissão e somente elas, além da TV Conmebol, poderão realizar entrevistas no campo de jogo com no máximo 3 jogadores de cada equipe. Esta entrevista, obrigatoriamente, deverá ser realizado no painel dos patrocinadores da competição, feito pela organização para este propósito. É obrigação das equipes designar três jogadores para essa ação ao final da partida. A entrevista, normalmente, não deverá tardar mais de 45 segundos para cada jogador”

Artigo 5.8 do Manual de Operações, que diz: “Entrevistas obrigatórias feitas no FOP com o uso do backdrop da Conmebol, ao término da partida, com, no máximo, 3 jogadores de cada equipe, sendo a duração máxima de 45 segundos por cada entrevista”


Com mais essa punição, o clube alvinegro terá um prejuízo de R$ 260 mil só em multas. A punição não poderá ser recorrida pelo time brasileiro.