Atlético-MG x Cruzeiro

Galo ainda é soberano na década de 10 do século XXI com cinco conquistas de Mineiro, mas a Raposa é melhor no século XXI- Bruno Cantini / Atlético

Valinor Conteúdo
21/04/2019
13:05
Belo Horizonte

O Atlético-MG saiu sem o título da edição do Mineiro de 2019, que ficou com o Cruzeiro após o empate por 1 a 1 no sábado, 20 de abril, no Independência. A Raposa chegou ao seu 38º título estadual, diminuindo para seis, a diferença de conquistas ante o Galo, que possui 44 troféus.

A hegemonia atleticana em Minas Gerais não é apenas no volume geral de títulos estaduais. Nesta década, que se iniciou em 2010, o alvinegro venceu o Mineiro em cinco oportunidades, contra quatro da Raposa e um do América-MG, em 2016.

O Galo subiu no ponto mais alto do pódio anos anos de 2010, 2012, 2013, 2015 e 2017. O Cruzeiro levou a taça em 2011, 2014, 2018 e 2019, enquanto o Coelho levantou o caneco em 2016.

Todavia, quando a disputa entre os maiores campeões é levada para o número de conquistas do século, a Raposa tem vantagem sobre o rival. Desde 2001, o Cruzeiro venceu o Estadual nove vezes(2003, 2004,2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019). O Galo possui os troféus de 2007, 2010, 2012, 2013, 2015 e 2017. O jejum de conquistas mineiras, que durou de 2001 a 2007 foi preponderante na aproximação do Cruzeiro no número geral de títulos e no domínio azul no século XXI. O América-MG tem duas conquistas, em 2001 e 2016, além da Caldense, que é a vencedora de 2002.