Giovane Gavio

Giovane Gávio foi o primeiro brasileiro a conduzir a tocha olímpica da Rio-2016 (Foto: Reprodução)

LANCE!
20/06/2016
15:45
Rio de Janeiro (RJ)

O bicampeão olímpico Giovane Gávio assumirá o comando da Seleção Brasileira masculina de vôlei juvenil (sub-21) após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro. O ex-jogador fez o anúncio nesta segunda-feira, durante o revezamento da tocha por Manaus, e não escondeu o desejo de assumir no, futuro, o posto hoje ocupado por Bernardinho.

– Vou revelar um segredo para vocês. Com todo respeito ao Bernardinho, meu sonho é ser técnico da Seleção principal. Fui convidado para a juvenil, mas em alguns anos espero chegar na principal – disse Giovane, dentro de um barco no Rio Solimões, na capital amazonense. 

Atualmente, o ex-ponteiro é gerente de vôlei e vôlei de praia do Comitê Rio-2016. Na entidade, ele tem compromissos até o final dos Jogos Paralímpicos, que se encerram no dia 21 de setembro. Sua primeira competição no comando do Brasil deverá ser o Sul-Americano, em outubro, na Argentina.

Giovane faturou o primeiro ouro olímpico do currículo nos Jogos de Barcelona-1992, sob o comando de José Roberto Guimarães. Em Atenas-2004, em sua despedida da Seleção, integrou o elenco que subiu ao topo do pódio com Bernardinho.

O técnico da equipe principal foi um dos responsáveis pelo convite a Giovane, ao lado de Renan Dal Zotto, diretor de Seleções da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Como treinador, ele levou o Sesi-SP ao título da Superliga Masculina 2010/2011. Agora, tenta voltar à elite com o novo time do Sesc, do Rio de Janeiro.