LANCE!
03/10/2016
07:10
Rio de Janeiro (RJ)

A derrapada foi feia na Arena Pernambuco. Levar 3 a 1 do Náutico não estava nos pensamentos nem do mais pessimista dos vascaínos. Mas, digerida a derrota, o Vasco precisa se concentrar na reta final da Série B: faltam 10 jogos para o termino da competição e é a hora de colocar à prova toda a preparação ao longo do ano.

Na “prova dos 10” cruz-maltina, cinco partidas serão como mandante – entre elas a última, contra o Ceará – e cinco serão como visitante – como a próxima, diante do Paysandu, amanhã, uma viagem que trará a reboque um confronto em Manaus, contra o Londrina.

No planejamento do Vasco, é importante que bobeiras recentes não se repitam para a confirmação da conquista da taça e, sobretudo, do acesso. A campanha até o momento – liderança, com 51 pontos, a dois do segundo colocado Atlético-GO e a sete do quinto colocado, o Brasil de Pelotas – deixa o time com 93% de chances de retorno à Série A, segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia. O aproveitamento é 60,7%.

– Se quisermos alcançar rápido a pontuação para primeira divisão, temos que ganhar os dois jogos, mas futebol não é assim. Serão jogos difíceis. Se conquistarmos quatro pontos, é bom. Se vierem os seis pontos, será ótimo. Em Manaus, temos a certeza de que a torcida vai ser maioria e vai nos incentivar – afirmou o técnico Jorginho, ainda no Recife.

Olhando as duas experiências do Vasco na Segundona, em 2009 e 2014, não há motivos para desespero. Tendo os mesmos 60,7% de aproveitamento até a 28ª rodada de 2014, o Vasco só precisou de 44% dos pontos conquistados para ser o terceiro e garantir o acesso. Em 2009, quando foi campeão da Série B, o time foi mais eficaz, com 66,6% de aproveitamento nos dez últimos jogos.

É claro que os mandos serão invertidos e o momento do campeonato era ouro, mas o Vasco conseguiu 56% de aproveitamento nos dez últimos jogos do primeiro turno . Ou seja, o prognóstico mais óbvio, apesar dos altos e baixos do time – que chegou a engatar série de cinco jogos sem vencer na Série B entre o fim do primeiro turno e o começo do segundo – é de acesso.

COMO FOI EM 2009?  
POSIÇÃO NA TABELA -
 A 10 rodadas do fim da Serie B de 2009, o Vasco era o líder, com 56 pontos, três a mais que o segundo colocado, o Guarani. A vantagem em relação ao quinto colocado - Figueirense - era de oito pontos.

RETA FINAL -
Nas 10 partidas subsequentes, o Vasco teve 66,6% de aproveitamento, com seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Levando em conta o caminho apenas até o acesso, o aproveitamento foi invicto, com 83%. O Gigante da Colina foi campeão da Série B-2009 com 76 pontos.

COMO FOI EM 2014
POSIÇÃO NA TABELA - 
Faltando 10 rodadas para o fim da Série B de 2014, o Vasco tinha 51 pontos, na segunda posição, dois atrás da líder Ponte Preta e quatro a mais que o quinto colocado Ceará. O Cruz-Maltino estava com 60,7% de aproveitamento

RETA FINAL - Nas 10 partidas seguintes, o Vasco obteve três vitórias, três empates e quatro derrotas, com um aproveitamento de 40%. Contando até o jogo do acesso, na penúltima rodada, o aproveitamento foi de 44%. O Vasco terminou a Série B-2014 em terceiro, com 63 pontos.