Eurico

Eurico Miranda em treino do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Matheus Babo
03/02/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

A negociação entre a diretoria do Vasco e a Caixa pela renovação do patrocínio não está fácil. Conforme o LANCE! antecipou no fim de janeiro, o banco que reduzir os valores anuais pagos ao Cruz-Maltino, que por sua vez não aceita esta redução. De volta após uma cirurgia no pulmão, o presidente Eurico Miranda retomou as negociações deve seguir para Brasília após o Carnaval.

Eurico Miranda só não foi pessoalmente a capital federal antes por orientação médica. O mandatário vascaíno passou por uma cirurgia numa quarta-feira e retornou aos trabalhos em São Januário na segunda-feira seguinte, cinco dias após a operação. De lá, ficou despachando documentos e resolvendo os problemas do clube do centro de memória do estádio, já que os médicos o proíbiam de subir escadas.

Evoluindo no pós-operatório, o presidente pretende resolver essa situação o mais rapidamente possível. Como na semana que vem os funcionários do banco entram em recesso, Eurico planeja viajar na semana após o carnaval. Segundo apuração do LANCE!, a Caixa pretende pagar R$ 12,5 milhões, enquanto o Vasco quer manter os R$ 15 milhões.

A alegação do Vasco para manter o valor atual é de que na administração passada o clube não tinha força política para negociar mais transmissões pela TV aberta, uma boa fonte de receita. A Caixa alegou o resultado ruim do time em campo na última temporada para querer diminuir o valor do patrocínio. O clube usou a comparação dos resultados dos cinco primeiros meses de 2014 e 2015 para barganhar. Já que em 2015 o time teve mais êxito neste período. A alegação do banco federal é de que a exposição será menor.

Viton 44 mantida no uniforme


A manutenção das marcas da Viton 44 na camisa vascaína durante a estreia do time no Campeonato Carioca pegaram alguns torcedores de surpresa. O contrato da empresa de bebidas com o Vasco vai até o fim desta temporada. Em crise financeira, a Viton pretende encerrar o contrato de forma amigável, mas o Cruz-Maltino pretende manter o acordo.

Além do Vasco, a Viton 44 também patrocina o Fluminense e o Flamengo no Rio de Janeiro. Ambos os clubes também estão sofrendo para receber da empresa. Recentemente, um novo clube começou a ser patrocinado pela dona das marcas Guaravita, Matte Viton e Guaraviton. O Fort Lauderdale, dos Estados Unidos, jogou a Florida Cup estampando a marca de bebidas.