icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/06/2014
20:12

O técnico Carlos Queiróz deixou o Mineirão satisfeito com o desempenho da seleção iraniana. No entanto, o português depositou a responsabilidade pela derrota de sua equipe à genialidade de Messi e ao árbitro sérvio Milorad Mazic.

– Não estou desiludido. Duas personalidades fizeram a diferença: Messi e o árbitro. Ele estava a cinco metros e não viu o pênalti – disse Queiróz com relação a uma falta cometida pelo lateral-direito Zabaleta sobre o meia Dejagah, no segundo tempo.

Sobre o comportamento do Irã diante da Argentina, Carlos Queiróz se mostrou feliz com a aplicação tática mostrada em campo.

– Fechamos bem os espaços e a Argentina foi um time paciente, tentou de todas as maneiras. Para nós era possível marcar pelo menos um ponto, estou orgulhoso dos meus jogadores – afirmou.

Para completar, Queiróz também fez questão de render elogios ao craque argentino Messi. Segundo o português, craques como ele definem um jogo em um lance.

– Ele faz o que faz pela sua qualidade. Tentou, tentou, até que encontrou. Isso ocorre com os grandes jogadores. Quando você os enfrenta, sabe que terá um momento brilhante.