icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Felipe Bolguese
icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Felipe Bolguese
04/07/2013
15:56

Renato Augusto vai ficar em definitivo com a camisa 8 do Corinthians, usada em seu retorno triunfal nesta quarta-feira. O meia entrou no segundo tempo da decisão da Recopa Sul-Americana, após ficar parado por quase três meses por conta de lesão. Após receber lançamento de Fábio Santos, viu Rogério Ceni adiantado e marcou um golaço por cobertura, decretando a vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, no Morumbi.

- Vou continuar com a camisa de número 8, sim. É um número que sempre me deu sorte e, se puder, vou seguir com ele. Quando cheguei ao Bayer usei este número no primeiro ano. Além disso, nasci no dia 8 de fevereiro de 1988. Esse número esteve sempre presente na minha vida e espero fazer meu nome na história do clube com ele - disse o jogador, ao LANCE!Net.

Renato recorda de sua chegada ao Bayer Leverkusen (ALE), após ser vendido pelo Flamengo. Ele, inclusive, foi apresentado com a camisa 8. Meses depois, porém, assumiu a camisa 10.

O meia foi contratado em janeiro e usou a camisa 25 do Timão nos seis primeiros meses de 2013. A camisa 8 era de Paulinho nos últimos três anos e manteve a sina de sucesso de antigos ídolos, como Basílio e Sócrates. O volante cansou de fazer gols decisivos em sua passagem pelo clube. Nos últimos dias, concretizou sua venda para o Tottenham (ING) e deixou o número sem dono.

A ideia da comissão técnica e da diretoria era que o volante Guilherme, herdeiro da posição, também ficasse com a camisa. No entanto, o jogador manteve o número 19 na inscrição da Recopa e Renato Augusto foi o escolhido para ficar com o antigo número de Paulinho.

Da Inglaterra, em rápido contato com o L!Net, Paulinho "passou o bastão" para o ex-companheiro.

- Tive a honra de vestir a camisa 8 do Corinthians, conquistar títulos e ser muito feliz. Espero e desejo que o Renato possa viver ótimos momentos como eu vivi com a camisa 8 - disse o volante, campeão da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira.

Paulinho fez história com a camisa 8 do Timão nos últimos anos (Foto: Reginaldo Castro)


 

 

Renato Augusto vai ficar em definitivo com a camisa 8 do Corinthians, usada em seu retorno triunfal nesta quarta-feira. O meia entrou no segundo tempo da decisão da Recopa Sul-Americana, após ficar parado por quase três meses por conta de lesão. Após receber lançamento de Fábio Santos, viu Rogério Ceni adiantado e marcou um golaço por cobertura, decretando a vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, no Morumbi.

- Vou continuar com a camisa de número 8, sim. É um número que sempre me deu sorte e, se puder, vou seguir com ele. Quando cheguei ao Bayer usei este número no primeiro ano. Além disso, nasci no dia 8 de fevereiro de 1988. Esse número esteve sempre presente na minha vida e espero fazer meu nome na história do clube com ele - disse o jogador, ao LANCE!Net.

Renato recorda de sua chegada ao Bayer Leverkusen (ALE), após ser vendido pelo Flamengo. Ele, inclusive, foi apresentado com a camisa 8. Meses depois, porém, assumiu a camisa 10.

O meia foi contratado em janeiro e usou a camisa 25 do Timão nos seis primeiros meses de 2013. A camisa 8 era de Paulinho nos últimos três anos e manteve a sina de sucesso de antigos ídolos, como Basílio e Sócrates. O volante cansou de fazer gols decisivos em sua passagem pelo clube. Nos últimos dias, concretizou sua venda para o Tottenham (ING) e deixou o número sem dono.

A ideia da comissão técnica e da diretoria era que o volante Guilherme, herdeiro da posição, também ficasse com a camisa. No entanto, o jogador manteve o número 19 na inscrição da Recopa e Renato Augusto foi o escolhido para ficar com o antigo número de Paulinho.

Da Inglaterra, em rápido contato com o L!Net, Paulinho "passou o bastão" para o ex-companheiro.

- Tive a honra de vestir a camisa 8 do Corinthians, conquistar títulos e ser muito feliz. Espero e desejo que o Renato possa viver ótimos momentos como eu vivi com a camisa 8 - disse o volante, campeão da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira.

Paulinho fez história com a camisa 8 do Timão nos últimos anos (Foto: Reginaldo Castro)