icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
14:16

Depois de quebrar o paradigma de ter uma defesa muito forte e um ataque pragmático, para exatamente o contrário, outro modelo típico italiano começa a ser quebrado. Pelo menos no discurso. Conhecida por entrar pessimista nas competições, a Azzurra vem otimista para a Copa do Mundo de 2014. E o meia Marchisio coloca muito da "culpa" nessa mudança de pensamento no técnico Cesare Prandelli.

- Somos uma grande seleção, o nosso objetivo é sempre ir longe. Com Prandelli o trabalho sempre deu certo. Então temos que ser otimistas. Temos craques, jogadores fortes. O grupo é mais difícil que 2010. Creio que o primeiro jogo seja importante. Na Eurocopa começamos com um empate contra a Espanha, e depois melhoramos - disse Marchisio nesta terça-feira em entrevista coletiva, que ainda falou um pouco sobre o jogo contra a Inglaterra, que marca a estreia na Copa do Mundo:

- A Inglaterra mudou muito depois da Eurocopa, muitos jogaram bem nos clubes, como Sturridge. Mas nós também, muitos estão em uma competição como essa pela primeira vez. Vai contar bastante o clima. Nós sentimos um pouco disso contra o Fluminense, estamos bem preparados. A Itália sempre vai motivar muito os rivais.


Marchisio também comentou sobre o início do treino desta terça. Antes das atividades, os jogadores aplaudiram o atacante Balotelli, que tinha acabado de anunciar o seu noivado através de redes sociais. Garantiu que a descontração foi apenas no momento.

- Os jornalistas já viram isso, foi uma coisa pessoal, mas estamos pensando apenas no primeiro jogo.