icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
08:30

Contratado dias antes da Copa do Mundo, o meia Maicosuel teve o período de treinos do Atlético-MG na China para se adaptar ao time mineiro e se entrosar no time titular, no qual passou a fazer parte desde a primeiras atividades. Nos três compromissos do Galo na Ásia, o jogador começou os amistosos entre os 11 jogadores iniciais. Contra o Lanús, na última quarta-feira, não foi diferente. O jogador mostrou bom rendimento em campo, explorando bem as jogadas de velociade com Diego Tardelli. Ao fim do jogo, porém, o atleta fez uma boa avaliação pessoal, mas disse que ainda pode melhorar ofensivamente.

- O professor pediu aplicação na parte defensiva, deixar o Tardelli um pouquinho mais solto para armar, até porque eles atacavam mais pelo lado esquerdo. Pediu um pouco de atenção ali. Acho que cumpri bem na parte tática e defensivamente. No setor ofensivo, ainda quero melhorar bastante, sei do meu potencial e do que posso fazer - falou o jogador.

MAIS:
> Levir minimiza substituição de R10 e craque evita entrar em polêmica
> Réver e Fillipe Soutto sãoliberados do departamento médico do Galo

Na coletiva de imprensa após a partida, Levir Culpi citou essa obrigação defensiva na qual Maicosuel teve que executar, mas elogiou a postura do jogador dentro de campo.

- O Maicosuel sofreu muito na parte tática. O lateral-esquerdo deles é muito bom nos cruzamentos e tínhamos que neutralizar. Ele teve uma aplicação e não pôde se soltar. Ficou melhor para o lado do Tardelli - disse Levir.

- Sinto-me adaptado em um grupo maravilhoso, não tem como. Os caras te abraçam, é bom, o grupo é unido e estou totalmente adaptado. Parece que jogo aqui há uns dois anos - acrescentou Maicosuel, sobre a possibilidade de ganhar seu primeiro título após menos de dois meses no clube mineiro.