icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/07/2013
18:17

Herói da classificação do Botafogo para as oitavas de final da Copa do Brasil, o goleiro Jefferson descarta qualquer tipo de favoritismo do Glorioso diante do Flamengo, no próximo domingo, na volta das equipes ao Maracanã, às 18h30. Apesar do discurso humilde, o camisa 1 declarou que o time só pensa na vitória para voltar à liderança do Campeonato Brasileiro, já que o Botafogo acabou ultrapassado pelo Internacional, que tem uma partida a mais e dois pontos de vantagem.

- Não existe favoritismo, mas é claro que a gente vive um grande momento. Vamos buscar a liderança novamente. Respeitamos o Flamengo, mas vamos em busca da vitória para retomar a liderança - disse o goleiro, que concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira no Engenhão.

Diferentemente de muitos jovens jogadores que vão realizar a primeira partida no Maracanã, no domingo, Jefferson já tem história no estádio. Ele revelou certa ansiedade para voltar ao Templo do Futebol.

- É claro que temos uma expectativa muito grande para ver como está tudo lá dentro, mas depois que entrarmos em campo isso acaba - declarou.

EMAIS:
>Com apenas um guichê, alvinegros encaram fila em General Severiano
>Reservas do Botafogo treinam duro no frio em campo anexo do Engenhão
>Alex revela pressão psicológica nos cobradores do Figueirense

Perguntado sobre a festa da classificação na Copa do Brasil, Jefferson lembrou do apelido de "Monstro", dado carinhosamente pelo companheiro de equipe Seedorf.

- Primeira vez que eu ouço um jogador me chamar de monstro. Foi uma demonstração de carinho e profissionalismo. Depois que parei para pensar no que ele disse. Agradeço muito ao Seedorf - finalizou.

Após ser chamado de monstro, Jefferson agradece Seedorf

Herói da classificação do Botafogo para as oitavas de final da Copa do Brasil, o goleiro Jefferson descarta qualquer tipo de favoritismo do Glorioso diante do Flamengo, no próximo domingo, na volta das equipes ao Maracanã, às 18h30. Apesar do discurso humilde, o camisa 1 declarou que o time só pensa na vitória para voltar à liderança do Campeonato Brasileiro, já que o Botafogo acabou ultrapassado pelo Internacional, que tem uma partida a mais e dois pontos de vantagem.

- Não existe favoritismo, mas é claro que a gente vive um grande momento. Vamos buscar a liderança novamente. Respeitamos o Flamengo, mas vamos em busca da vitória para retomar a liderança - disse o goleiro, que concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira no Engenhão.

Diferentemente de muitos jovens jogadores que vão realizar a primeira partida no Maracanã, no domingo, Jefferson já tem história no estádio. Ele revelou certa ansiedade para voltar ao Templo do Futebol.

- É claro que temos uma expectativa muito grande para ver como está tudo lá dentro, mas depois que entrarmos em campo isso acaba - declarou.

EMAIS:
>Com apenas um guichê, alvinegros encaram fila em General Severiano
>Reservas do Botafogo treinam duro no frio em campo anexo do Engenhão
>Alex revela pressão psicológica nos cobradores do Figueirense

Perguntado sobre a festa da classificação na Copa do Brasil, Jefferson lembrou do apelido de "Monstro", dado carinhosamente pelo companheiro de equipe Seedorf.

- Primeira vez que eu ouço um jogador me chamar de monstro. Foi uma demonstração de carinho e profissionalismo. Depois que parei para pensar no que ele disse. Agradeço muito ao Seedorf - finalizou.

Após ser chamado de monstro, Jefferson agradece Seedorf