icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
15:23

O Flamengo divulgou, na tarde desta terça-feira, por meio do site oficial do clube, uma nota oficial sobre o julgamento ocorrido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na última segunda-feira, no qual o Rubro-Negro acabou perdendo quatro pontos por ter escalado o lateral-esquerdo André Santos contra o Cruzeiro, na última rodada do Campeonato Brasileiro. A diretoria da Gávea classifica a situação como um "desserviço ao esporte".

No texto, o Flamengo ainda afirma que não medirá esforços para mudar a decisão da última segunda-feira, recorrendo ao Pleno do STJD. O clube ressalta também que espera que a "injustiça" seja corrigida.

> Confira a nota oficial do Flamengo:

"A decisão da 1ª. Comissão do STJD, proferida na noite desta segunda-feira, infelizmente vai no sentido contrário ao que nossa diretoria tem defendido para o Futebol Brasileiro: o fim da utilização dos tribunais para beneficiar "filigranas jurídicas interpretativas" e o total respeito aos resultados obtidos pelos clubes no campo esportivo.

Para nós, o que ocorreu ontem foi um desserviço ao esporte e um desrespeito aos torcedores/consumidores, que vivenciaram o Campeonato Brasileiro de 2013, vibrando ou lamentando os resultados da última, e necessariamente derradeira, 38ª rodada do Brasileirão.

Em relação à decisão do STJD, proferida em primeira instância contra o Flamengo, reafirmamos nossa total convicção de que a escalação do atleta André Santos na partida contra o Cruzeiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013, não foi irregular. Isto foi provado no STJD na noite deste dia, 16/12/2013, com o depoimento do ex-Diretor do Comitê Disciplinar da FIFA, Dr. Paolo Lombardi (uma das maiores autoridades mundiais em Direito Desportivo Disciplinar, e redator dos três últimos códigos disciplinares da FIFA),  e está respaldado em dois pareceres jurídicos dos renomados professores e especialistas em Direito Desportivo Drs. Marcos Motta e Martinho Neves Miranda, afixados no site oficial do Clube.

Além disto, ficou claro que o Flamengo acabou sendo incluído no imbróglio fático-jurídico que se formou por questões aparentemente circunstanciais, na medida em que os fatos que deram origem às punições de Flamengo e Portuguesa, apesar de diametralmente distintos, acabaram sendo compreendidos como se similares fossem.

Por tudo isso, mesmo respeitando o entendimento firmado pela 1ª Comissão do STJD, o Flamengo irá interpor recurso ao Pleno do referido Tribunal e não medirá esforços para fazer prevalecer o direito à interpretação circunstancial da lei, em todas as instâncias possíveis.

Iremos para o julgamento do Pleno do STJD com a confiança de que a injustiça a que fomos vítimas será corrigida e que nosso  recurso será provido.

CONSELHO DIRETOR DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO"