icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/03/2014
08:41

Na quinta-feira, o Fluminense terá a primeira partida que pode definir o seu primeiro semestre e até planos futuros. Contra o Vasco, pelas semifinais do Carioca, o Tricolor poderá ter uma prova de que os erros da partida contra o Horizonte estão sendo corrigidos. Pelo menos, no discurso, o técnico Renato Gaúcho afirmou que conversou com os atletas e corrigiu algumas coisas. Para ele, apesar do adversário sem vontade, o jogo contra o Volta Redonda, no domingo, serviu para mostrar uma certa evolução, após o vexame na estreia na Copa do Brasil.

– A derrota de quinta-feira foi porque a equipe não entrou com a atenção devida. Havia falado na preleção que era uma Copa do Mundo para o Horizonte. Não jogamos nada e merecemos a derrota. Você aprende com os erros. Conversei bastante. Eles entenderam que precisavam voltar a jogar bem. Não fomos brilhantes, mas tivemos empenho e atitude e precisávamos disso – afirmou Renato Gaúcho.

E MAIS
- Sozinho, Edmilson marcou o mesmo número de gols da dupla Fred e Walter
- Interditado, Engenhão terá função na Copa-2014. Veja como ele será usado

Dos erros citados por Renato, os que mais sobressaíram foram as finalizações. O próprio atacante Fred reclamou da falta de pontaria, classificando o dia como 'atípico' para o ataque tricolor. Além disso, a zaga também foi muito questionada. Por isso, o treinador está diante de um dilema. Jogar com três volantes e dois atacantes ou escalar a equipe com três atacantes? Para o ex-jogador e hoje comentarista Edinho, é sempre melhor tirar um marcador.

– Sou particularmente contra o time com três volantes. Prefiro o esquema com três atacantes. Isso porque os atacantes, os da ponta, precisam voltar para marcar no futebol atual, compondo o setor defensivo. Vemos que o Renato está trabalhando para achar o time ideal e acredito que o Flu renda mais com três homens na frente – afirmou o ídolo tricolor.