icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
15:11

A Koch Tavares, que é a responsável pelo marketing da Confederação Brasileira de Beach Soccer, foi acusada pela entidade de querer se beneficiar com a administração da CBF na Seleção. Em contato com o LANCE!Net, o vice-presidente da empresa, Aparecido Martan, respondeu às acusações.

Primeiramente, Aparecido lembrou que de maneira alguma a Koch Tavares se aliou à CBF no imbróglio:

- A empresa é agente de marketing da CBBS e efetiva intermediações de patrocínios à CBF, não tendo nenhuma razão para se posicionar a favor de uma ou outra.

O LANCE!Net recebeu acusações das Federações de beach soccer da Paraíba e do Sergipe de que a empresa não estava repassando os valores de patrocínios devidos às federações. A Koch Tavares negou:

- A alegação não é verdadeira. Os valores entre a Koch e a CBBS sempre foram feitos por compensação de valores e pagos.

Para finalizar, Aparecido ressaltou que dos oito processos que a CBBS abriu contra a empresa de marketing, quatro deles já foram extintos com ganho de causa da Koch Tavares.

A Koch Tavares, que é a responsável pelo marketing da Confederação Brasileira de Beach Soccer, foi acusada pela entidade de querer se beneficiar com a administração da CBF na Seleção. Em contato com o LANCE!Net, o vice-presidente da empresa, Aparecido Martan, respondeu às acusações.

Primeiramente, Aparecido lembrou que de maneira alguma a Koch Tavares se aliou à CBF no imbróglio:

- A empresa é agente de marketing da CBBS e efetiva intermediações de patrocínios à CBF, não tendo nenhuma razão para se posicionar a favor de uma ou outra.

O LANCE!Net recebeu acusações das Federações de beach soccer da Paraíba e do Sergipe de que a empresa não estava repassando os valores de patrocínios devidos às federações. A Koch Tavares negou:

- A alegação não é verdadeira. Os valores entre a Koch e a CBBS sempre foram feitos por compensação de valores e pagos.

Para finalizar, Aparecido ressaltou que dos oito processos que a CBBS abriu contra a empresa de marketing, quatro deles já foram extintos com ganho de causa da Koch Tavares.