icons.title signature.placeholder Murilo Dias
11/07/2014
08:07

Confiança é algo que deve existir entre companheiros de trabalho. Confiança é algo que existe, ao menos entre a comissão técnica do Palmeiras. Gareca estabeleceu uma relação estreita com seus companheiros de comissão.

A parceria de Ricardo Gareca com Néstor Bonillo, preparador físico, e Sergio Santín, auxiliar técnico, é antiga. Os três trabalharam juntos na vitoriosa passagem pelo Vélez Sarsfield, da Argentina. Gareca conquistou quatro campeonatos locais com o clube. Em entrevista ao canal do Vélez, Bonillo revelou que o modo de trabalho é semelhante ao visto no Palmeiras.

– Cada um tinha sua responsabilidade. Eu era responsável pela parte física. Mas quando precisava, ajudávamos uns aos outros.

No Palmeiras, o respaldo da comissão com o treinador é tanto que, em vários momentos, Gareca se separa do restante do grupo para trabalho exclusivo com os titulares e deixa os outros atletas sob responsabilidade de seus parceiros.



O modo de trabalho de Gareca está sendo bem visto pelo elenco. A forma como El Flaco se relaciona com todas as pessoas, independentemente de qual cargo ocupam, também chama a atenção.

Wendel, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net, confirma isto:

– Ele sempre visa respeitar as pessoas mais velhas, tantos nas refeições, quanto no dia a dia. Bem estilo europeu mesmo, sabe como é né? Europeu é organizado. Ele visa também muito a disciplina e o respeito com todos. Eu admiro muito a pessoa e o profissional Gareca.

Na comissão tem brasileiros, como Valentim, e Tiago Santi. Existem também argentinos, como Gareca e Bonillo. Há um uruguaio, caso de Sergio Santín. Todos eles são responsáveis por recuperar o caminho de um time que busca, a qualquer custo e idioma, vencer um campeonato no centenário.