icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/03/2014
15:04

A polêmica da entregada ou não do São Paulo para o Ituano, na penúltima rodada da primeira fase do Paulistão-2014, está encerrada no Corinthians. Depois de ter dito que "tudo é possível no futebol" e que "os deuses do futebol são justos", o técnico Mano Menezes não quis comentar sobre a eliminação do rival para o Penapolense, na última quarta-feira.

Questionado se os deuses do futebol que ele mesmo havia se referido atuaram no vexame tricolor no Morumbi, o comandante alvinegro usou do bom humor para se esquivar de mais confusões.

- Essa conversa também é velha, hein? Parece pão dormido. Não tenho mais nada para falar sobre isso, já disse tudo que eu queria - brincou o treinador.

Toda polêmica começou quando o São Paulo perdeu por 1 a 0 em casa para o Ituano, equipe que ficou com a segunda colocação no grupo do Corinthians. Na mesma rodada os alvinegros empataram com o próprio Penapolense e ficaram sem nenhuma chance de avançar no estadual.

A declaração de Mano veio logo após a partida em Penápolis, em entrevista coletiva. Romarinho foi outro que cutucou o rival e insinuou uma entregada. Ciente do que foi falado pelos lados do Parque São Jorge, o técnico são-paulino Muricy Ramalho ficou indignado e afirmou que "é o cara neste país que mais dorme bem", se referindo à sua consciência tranquila com o ocorrido.