icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
18/02/2015
16:01

Na vitória de virada do Montevidéo Wanderers sobre os venezuelanos do Zamora por 3 a 2, na madrugada desta quarta-feira, em Montevidéu, a grande atração foi a comemoração do segundo gol do Zamora. A partida, tensa e em um estádio vázio, foi a estreia dos clubes no Grupo 5 da Libertadores e terminou com cinco expulsões.

Após desempatar a partida, Flores só queria saber da coreografia que ele e seus companheiros devem ter treinado muito. Ele, com a bola do gol na mão, mirava como se jogasse boliche nos companheiros que formavam uma barreira e caíam como pinos. Confira o gol e a comemoração no vídeo abaixo.

Em campo, o Wanderers penou para vencer. O Zamora saiu na frente aos 25 minutos,  quando já tinha um jogador a menos após a expulsão de Faria, aos 20. E foi um gol incrível de Jhon Murillo. Ele, que é muito franzinho, ganhou uma dividida na sua intermediária, disparou como um velocista de 100 metros e tocou para o gol.

O Wanderers também ficou com um a menos após a expulsão de Colombino, aos 33. Mas  empatou ainda no primeiro tempo com Maeso. Porém, aos 12 da etapa final, viu o rival voltar a ficar na frente com o gol de Flores que teve a comemoração inusitada.

Nos 15 minutos finais o time uruguaio virou a partida e o herói foi Albarracin. Ele empatou a partida cobrando pênalti aos 30 minutos e cruzou a bola na cabeça de Reymundez, dois minutos depois. Entre um gol e outro, nova expulsão: a do Venezuelano Ovalle.

O fim do jogo foi tenso, com os venezuelanos buscando o empate e perdendo a cabeça na catimba uruguaia. No fim, Mascia, dos Wanderers, e Murillo, do Zamora, ficaram trocando empurrões e também acabaram expulsos. Com a vitória, o Montevideo Wanderers sai na frente no Grupo 5, que fecha a sua primeira rodada nesta quarta-feira, com o jogo entre Palestino e Boca Juniors, no Chile.