icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Fellipe Lucena
18/03/2014
07:00

Gilson Kleina testou dez formações para o setor ofensivo do Palmeiras em 2014 antes de escalar o quarteto que o torcedor quer ver. Bruno César e Valdivia armaram para Leandro e Alan Kardec contra a Ponte Preta, no sábado. Resultado: o time criou como nunca. O recorde de finalizações (foram 31 no total, sendo dez certas e 21 erradas) e a vitória de virada por 3 a 2 empolgaram, mas os contra-ataques sofridos deixaram Kleina preocupado.

A missão do técnico, agora, é manter a força do ataque sem sofrer na defesa como no duelo com a Macaca. E não há mais tempo para testes, porque o único jogo antes dos mata-matas do Campeonato Paulista é o clássico contra o Santos, domingo, na Vila, valendo a ponta da fase de grupos.

A marcação no meio de campo ficou a cargo de Eguren e França no fim de semana. Os dois têm características parecidas, de marcação forte e pouca mobilidade, algo perigoso diante de equipes rápidas. Marcelo Oliveira, mais veloz, volta de suspensão e pode assumir uma das vagas contra o Santos. Wesley, o mais ofensivo dos volantes, ainda se recupera de uma lesão na coxa e deve seguir afastado em mais este jogo.

Achar uma dupla de volantes que libere os quatro da frente é só o que falta para Gilson Kleina definir sua equipe "ideal". A espera poderia ter sido menor se Bruno César não tivesse demorado para entrar em forma.

Apresentado em 28 de janeiro, o meia soma apenas seis jogos com a camisa do clube, sendo dois como titular e nenhum completo. Mendieta, Mazinho e Marquinhos Gabriel ocuparam a vaga enquanto ele se preparava e já acumulam mais partidas. A qualidade do banco deixa o técnico tranquilo para o caso de fracasso na formação mais aguardada.

- Difícil falar de time ideal sendo que em todos os jogos estamos usando 14 atletas, que estão mostrando que podem ser titulares. Temos de deixar todo mundo bem preparado, fizemos um campeonato muito consistente e quero que esse time cresça muito mais - comentou Kleina.

VEJA AS FORMAÇÕES OFENSIVAS DO ANO. SÓ UMA FOI REPETIDA:

Linense - Mazinho - Diogo - Alan Kardec
Comercial - Mazinho - Serginho - Alan Kardec
Atlético Sorocaba, Penapolense, São Paulo, Audax e Corinthians - Valdivia - Mazinho - Leandro - Alan Kardec
XV de Piracicaba - Marquinhos Gabriel - Mazinho - Leandro - Alan Kardec
Ituano - Mendieta - Mazinho - Diogo - Alan Kardec
Botafogo-SP - Valdivia - Mendieta - Marquinhos Gabriel - Miguel
São Bernardo - Valdivia - Marquinhos Gabriel - Vinicius - Alan Kardec
Portuguesa - Mendieta - Patrick Vieira - Vinicius - Alan Kardec
Paulista - Mendieta - Bruno César - Patrick Vieira - Vinicius
Vilhena - Valdivia - Patrick Vieira - Vinicius - Alan Kardec
Ponte Preta - Valdivia - Bruno César - Leandro - Alan Kardec