icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2013
20:53

O ex-lateral-direito Djalma Santos, que faleceu na noite da última terça, aos 84 anos, recebeu uma homenagem do seu último clube, o Atlético-PR. Os jogadores do Furacão entraram em campo para o duelo diante do Paysandu, na noite desta quarta-feira, válido pela terceira fase da Copa do Brasil, com uma faixa com os seguintes dizeres: "Djalma Santos, o melhor lateral-direito da história do Atlético e um exemplo de fair play". Na sequência, foi respeitado um minuto de silêncio em memória do ex-jogador, que nunca foi expulso na carreira.

Djalma defendeu o Furacão entre 1968 e 1971, ano em que se despediu do futebol. O seu último jogo foi no dia 21 de janeiro, em um amistoso diante do Grêmio, no Durival de Britto, que terminou em 0 a 0. O ex-lateral conquistou o Campeonato Parananse de 1970 com a camisa do Furacão.

Djalma Santos despontou para o futebol com a camisa da Portuguesa e ainda marcou época pelo Palmeiras, clube que defendeu entre 1959 e 1968. Foram 501 pelo Alviverde. Bicampeão do Mundo com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Djalma ainda disputou os Mundiais de 1954 e 1966 pelo Brasil.

O craque Djalma Santos deixa saudades ao Futebol Brasileiro

O ex-lateral-direito Djalma Santos, que faleceu na noite da última terça, aos 84 anos, recebeu uma homenagem do seu último clube, o Atlético-PR. Os jogadores do Furacão entraram em campo para o duelo diante do Paysandu, na noite desta quarta-feira, válido pela terceira fase da Copa do Brasil, com uma faixa com os seguintes dizeres: "Djalma Santos, o melhor lateral-direito da história do Atlético e um exemplo de fair play". Na sequência, foi respeitado um minuto de silêncio em memória do ex-jogador, que nunca foi expulso na carreira.

Djalma defendeu o Furacão entre 1968 e 1971, ano em que se despediu do futebol. O seu último jogo foi no dia 21 de janeiro, em um amistoso diante do Grêmio, no Durival de Britto, que terminou em 0 a 0. O ex-lateral conquistou o Campeonato Parananse de 1970 com a camisa do Furacão.

Djalma Santos despontou para o futebol com a camisa da Portuguesa e ainda marcou época pelo Palmeiras, clube que defendeu entre 1959 e 1968. Foram 501 pelo Alviverde. Bicampeão do Mundo com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Djalma ainda disputou os Mundiais de 1954 e 1966 pelo Brasil.

O craque Djalma Santos deixa saudades ao Futebol Brasileiro