icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
06/04/2014
18:01

A primeira partida da final do Campeonato Mineiro não deu indícios de quem será o campeão, como na edição anterior do torneio. Em um embate muito equilibrado e técnico, Atlético-MG e Cruzeiro apenas empataram por 0 a 0 nesta domingo, no Estádio Independência.

A decisão será no próximo domingo, às 16h, no Mineirão. Caso o duelo termine empatado, a equipe azul sagra-se campeã, devido à vantagem obtida na primeira fase.

Em campo, sobrou transpiração. As duas equipes fizeram um jogo muito corrido e disputado no setor de meio de campo. Guilherme e Éverton Ribeiro, maestros de Galo e Raposa, respectivamente, pouco contribuíram nos 45 minutos iniciais. Não é à toa que os rivais tiveram poucas chances.

A principal oportunidade do mandante foi desperdiçada por Marion. O jovem atacante recebeu ótimo passe de Alex Silva, invadiu a área cruzeirense e tentou encobrir Fábio, mas finalizou fraco nas mãos do goleiro.

Os comandados de Marcelo Oliveira criaram uma oportunidade após tabela entre Júlio Baptista e Willian. O camisa 25 entrou na área adversária e chutou pelo lado direito da meta defendida por Victor.

As duas equipes forçaram também a ligação direta a todo instante. Os defensores de Atlético-MG e Cruzeiro tentaram, diversas vezes, lançar os centroavantes Jô e Júlio Baptista em bolas aéreas. Eles, no entanto, tornaram-se presas fáceis para os marcadores.

CORRERIA E GOLS PERDIDOS

O início da etapa complementar foi semelhante à primeira. Muita correria e com poucas chances de gol. Diego Tardelli perdeu uma oportunidade claríssima de balançar a rede adversária. Pelo lado contrário, Ricardo Goulart desperdiçou uma ótima chance.

 Tardelli dá show de dribles, mas perde gol incrível no clássico

A mudança feita por Marcelo Oliveira, colocando Nilton na vaga de Ricardo Goulart, fez com que o Cruzeiro ganhasse o domínio do meio de campo. As chances da equipe, no entanto, foram escassas.

No Atlético-MG, a saída de Marion, perdido em campo, para a entrada de Carlos foi preponderante para a melhora do time. Não é à toa que Fábio teve que fazer três boas intervenções. O empate sem gols, porém, foi o mais justo após os primeiros noventa minutos da decisão.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 6/4/2014 – às 16h
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (FIFA/AL)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA/SC) e Cleriston Cley Barreto Rios (FIFA/SE)
Público / Renda: 22.342 / R$ 697.225,00

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Marcos Rocha, Victor (CAM); Éverton Ribeiro, Marcelo Moreno (CRU)
Cartões vermelhos: -

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Otamendi, Leonardo Silva e Dátolo; Pierre, Leandro Donizete, Diego Tardelli e Guilherme; Marion (Carlos – 21’/2ºT) e Jô. Técnico: Paulo Autuori.

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke – 39’/2ºT), Bruno Rodrigo, Dedé e Samudio; Henrique, Lucas Silva, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart (Nilton – 21’/2ºT); Willian e Júlio Baptista (Marcelo Moreno – 21’/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.